Botucatu: Bancos poderão ser obrigados a fornecer álcool gel em agências e caixas eletrônicos

Locais com maior aglomeração de pessoas durante a pandemia de covid-19, as agências bancárias poderão ser obrigadas a adotar mais medidas de proteção aos clientes. Pelo menos esse é o objetivo de Projeto de Lei a ser analisado pela Câmara Municipal de Botucatu na sessão de segunda-feira, 15 de junho.

De autoria do vereador Izaias Colino (PSL), o Projeto de Lei , que estabelece a “a obrigatoriedade das agências bancárias, em Botucatu, oferecerem álcool em gel permanentemente no interior de suas dependências e nos caixas eletrônicos”. 

A ser analisado pelos demais vereadores, o projeto estabelece que o fornecimento do álcool gel 70% deve ocorrer de forma permanente no interior das agências. Já nos caixas eletrônicos, o “álcool em gel deve ser colocado em locais de fácil acesso e visualização, acompanhado de uma placa sinalizando a medida”. Em caso de descumprimento, as agências estarão sujeitas a multa de R$ 1 mil, podendo ter valor dobrado em caso de reincidência. 

“Certamente a pandemia do novo coronavírus mudou diversos hábitos da população. A constante higienização das mãos claramente é um novo hábito no mundo pós- pandemia. A bem da verdade é que a higienização das mãos de maneira constante é uma maneira de evitar a disseminação de muitas doenças e é dever do Poder Público buscar formas de incentivar que isso aconteça. As agências bancárias e caixas eletrônicos sãos locais de constantes aglomerações e a oferta do álcool em gel em suas dependências pode ser muito benéfica para toda a sociedade”, frisou Colino em sua justificativa.

A sessão da Câmara de Botucatu na segunda-feira, 15 de junho, ocorre a partir das 20 horas, sem o ingresso do público ao plenário, conforme as medidas de prevenção à covid-19. População pode acompanhar ao vivo pelo facebook site da Câmara ou pela TV Câmara Botucatu (canal 61.3 da rede aberta ou canal 4 da NET).

Por Flávio Fogueral| Imagem de Adriano Gadini por Pixabay 

Scroll Up