Botucatu: Após repercussão de vídeo de assédio, Fernando Cury diz que não houve desrespeito com a colega deputada; assista ao vídeo

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Após repercussão nacional de um vídeo gravado por câmera da Assembleia Legislativa de São Paulo, que mostra o deputado estadual de Botucatu, Fernando Cury (Cidadania), passando a mão no seio da deputada estadual Isa Penna (PSOL) durante sessão extraordinária para votar o orçamento do estado na noite desta quarta-feira (16), ele se manifestou em plenário e depois, através de sua assessoria, negou que tenha desrespeitado a deputada, que o denunciou Cury por assédio.

Leia abaixo a íntegra da nota enviada pela assessoria do Deputado Fernando Cury:

“A respeito dos fatos citados, esclareço que em nenhum momento houve o sentido de desrespeitar a colega deputada Isa Penna durante esse gesto.

De fato, me aproximo dela para participar da conversa junto ao presidente da Casa, sem incitação ou conotação de tal cunho relacionado à violência contra a mulher.

No momento, ao perceber a reação da deputada Isa Penna, fiz questão de pedir desculpas para evitar qualquer mal entendido.

Logo no começo do vídeo divulgado, se exibido na íntegra, é possível ver que estou “abraçado” a outro colega deputado, demonstrando assim que meu comportamento em nada tem a ver com a denúncia.

No próprio plenário, já me pronunciei sobre o caso e fico à disposição para qualquer esclarecimento.

Sou casado, pai de dois filhos e reconheço a importância de um bom exemplo dentro de casa. Recrimino todo tipo de abuso e violência contra a mulher, e reforço meu respeito e luta para nessa questão de grande relevância e destaque para nossa sociedade”

Veja novamente o vídeo abaixo:

Pelas imagens, é possível ver o deputado Fernando Cury conversando com outro deputado. Depois, ele faz um movimento em direção à deputada Isa Penna, que está apoiada na mesa diretora da Casa, e retorna a conversar com outro parlamentar, que tenta impedir que o colega se dirija novamente à deputada. Cury, no entanto, para atrás da deputada apalpando seu seio e é repelido por Penna.

Ao Conselho de Ética da Alesp, a deputada vê quebra de decoro parlamentar e pede a cassação do mandato de Cury.

“Há na conduta do Deputado, ora representado inquestionável ofensa à dignidade não apenas da Deputada Estadual, mas de toda a população do Estado de São Paulo representada pela Assembleia Legislativa. Desse modo, a quebra de decoro se mostra não apenas evidente, se não a única forma de interpretação do ato cometido, devendo assim, acarretar nas punições previstas no Código de Ética e Decoro Parlamentar desta Casa”, diz a denúncia.

“Por fim, importa destacar que o Deputado Estadual se utilizou da violência contra a integridade sexual para fazer política, a conduta criminosa de importunação sexual, no intento de demover a Deputada de seus posicionamentos políticos. Assim, valendo-se de método repugnante à que pertence a violência de gênero e por meio de importunação sexual, o Parlamentar visou inibir e constranger o pleno exercício parlamentar a que a Deputada tem direito e fora eleita”, completa.

Em nota, a Alesp afirmou que o Conselho de Ética fará a avaliação do caso.

Leia Notícias – com informações do G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes