Botucatu: Após acidente, Governo convoca população, além de policiais, bombeiros e exército, para doação de sangue no HC de Botucatu

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo está convocando a população para doação de sangue no Hemocentro de Botucatu para reforçar os estoques dos serviços de saúde, que devem receber as vítimas do acidente na rodovia SP 249, em Taguaí, nesta quarta-feira, 25.

A pasta também está pedindo apoio de Bombeiros, Policiais Militares e do Exército para que doem. O abastecimento está em estado crítico, portanto doadores de todos os tipos sanguíneos podem doar e ajudar a salvar vidas. O principal apelo é para os tipos O+ e O-, especialmente este último por ser considerado doador universal (pode ser doado para pessoas de qualquer outro tipo sanguíneo). Pacientes dos tipos AB+ podem receber sangue de qualquer tipo.

O Hemocentro recebe doadores com agendamento prévio, para garantir a segurança da população e profissionais, evitando aglomerações. Funciona de segunda à sexta, das 8h às 16h30 e, aos sábados, das 7h às 12h. Para o agendamento, o Hemocentro disponibiliza aos doadores o telefone (14) 3811-6041 (ramal 240) e os WhatsApps (14) 99624-7055 e (14) 99631-5650.

O Hemocentro de Botucatu é o serviço de referência técnica na área de hemoterapia, sendo responsável por garantir a manutenção dos estoques de hemocomponentes para sua região de abrangência.

Critérios para doar sangue:

· Ter entre 16 e 69 anos (se for menor de idade, só com autorização dos pais e responsáveis);

· Estar com a saúde em dia;

· Pesar, no mínimo, 50 kg;

· Apresentar um documento original, com foto;

· Não ter ingerido bebida alcoólica no mínimo 12 horas antes da doação.

O acidente

De acordo com o Governo do Estado, já foram computados 41 óbitos na tragédia da SP 249, envolvendo um ônibus e um caminhão. Os 11 sobreviventes foram levados inicialmente a hospitais de Fartura, Taguaí e Taquarituba. Já foi viabilizada transferência de outros cinco pacientes para serviços mais complexos, sendo dois para o Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e outros três para a Santa Casa de Avaré.

O HC de Botucatu acolheu um homem de 26 anos e uma mulher ainda sem identificação, ambos com intubação e quadro grave. A equipe especializada de Trauma está preparada, assim como a UTI e o centro cirúrgico. O helicóptero Águia da base de Campinas foi deslocado para auxiliar nos trabalhos de remoção dos sobrevivência para hospitais de referência da região

Assessoria