Biden vence em Michigan e só precisa de mais 6 delegados para ser o Presidente dos EUA

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O candidato democrata Joe Biden venceu no estado de Michigan, na noite desta quarta-feira (4), acrescentando 16 cadeiras do Colégio Eleitoral para sua candidatura à presidência dos Estados Unidos.

Com as vitórias recentes em Wisconsin e Michigan, Biden vai a 264 votos contra 214 de Donald Trump e está a um estado de distância de ser o próximo presidente dos Estados Unidos.

Com as vitórias recentes em Wisconsin e Michigan, Biden vai a 264 votos contra 214 de Donald Trump e está a um estado de distância de ser o próximo presidente dos Estados Unidos.

O anúncio ocorreu enquanto Biden fazia um pronunciamento, no qual evitou declarar vitória antecipada, mas falou à nação como um todo e pediu união neste momento de divisão política e ideológica.

TRUMP SE DIZ VENCEDOR EM 4 ESTADOS-CHAVE

Em seu perfil no Twitter, Trump afirmou que sua campanha está se considerando vitoriosa nos estados da Pensilvânia, Geórgia e Carolina do Norte, que ainda estão com a disputa em aberto.

No momento, segundo projeção do New York Times, Trump ganha por 5,1 pontos percentuais na Pensilvânia. Já na Geórgia e na Carolina do Norte a disputa está mais acirrada: Trump vence por 1,7 ponto e 1,4 ponto percentual, respectivamente.

O atual presidente dos EUA afirmou nesta tarde na rede social que estava ganhando com folga na Pensilvânia, mas que o estado anunciou que ainda há “milhões de votos para serem contados” e que “não permite permite observadores legais” nos locais de apuração.

Ainda restam 16% dos votos para serem apurados no estado, boa parte enviados pelo correio. Na Geórgia e na Carolina do Norte, a apuração já chegou a 94%e 95% dos votos.

Apesar disso, Trump diz em sua postagem que tem uma grande vantagem nesses três estados.

Mesmo com o reconhecimento da vitória de Biden em Michigan, o candidato a reeleição afirmou que também se considera vitorioso no estado “se, de fato, houve um grande número de votos descartados secretamente”.

A campanha de Trump entrou com uma ação judicial em Michigan para tentar suspender a contagem até que pudessem checar a abertura e o processamento dos votos que chegaram pelo correio.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes