Bauru confirma circulação da variante ômicron do coronavírus na cidade

A Prefeitura de Bauru (SP) informou no início da tarde desta terça-feira (11) que a Secretaria Municipal de Saúde recebeu pela manhã a confirmação da circulação da variante ômicron do coronavírus na cidade.

De acordo com Ezequiel Santos, coordenador do Departamento de Saúde Coletiva (DSC), a variante apresenta sintomas leves a moderados, com pouquíssimos casos de evolução para internação.

“Apesar de ser uma cepa altamente transmissível, o que pode ser confirmado pela grande procura por atendimento nas unidades de saúde, não temos casos graves e nem internações”, afirma Santos.

Segundo ele, a população não precisa entrar em pânico nem correr aos postos de saúde, uma vez que a cidade tem cobertura vacinal próxima dos 80% (79,04%).

“Não há necessidade de todos procurarem ao mesmo tempo as unidades de saúde, tanto municipal quanto particular, sobrecarregando o sistema. Casos leves podem receber orientação até do Samu”, explica.

O coordenador do DSC reforça que, mesmo diante da confirmação da circulação da variante ômicron, os cuidados devem continuar os mesmos, ou seja, uso de máscara, álcool gel e distanciamento social.

Atendimento reforçado

Diante da lotação em diversas unidade de saúde, a Secretaria de Saúde de Bauru reforçou o atendimento dos casos de síndrome gripal a partir desta semana e ampliou horário de funcionamento para algumas unidades.

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Centro vai atender exclusivamente aos casos de gripe e suspeitos ou confirmados de Covid-19, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

As Unidades da Saúde da Família (USF) do Santa Edwirges, Vila Dutra e Vila São Paulo, além de atenderem a rotina de casa unidade, também atenderão os casos respiratórios em horário ampliado, de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Geisel/Redentor também segue exclusiva para casos de sintomas gripais, todos os dias, sem intervalos. A telemedicina segue com o Samu, pelo 192, opção 2 para casos leves.

TV TEM