Atraso do Ministério da Saúde no repasse de vacinas obriga Vigilância Ambiental cancelar Campanha Antirrábica 2015 em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu informa que nesta semana recebeu ofício circular do Instituto Pasteur – órgão vinculado à Secretaria do Estado da Saúde, no qual até o momento não havia recebido as vacinas antirrábicas do Ministério da Saúde.

Diante do curto prazo para reorganizar toda a logística e divulgação, a VAS acredita não ser possível a realização da 45º Campanha de Vacinação Anual Contra a Raiva de Cães e Gatos, anteriormente programada para ocorrer no próximo mês de novembro. 
 
Tão logo haja manifestação oficial do Ministério da Saúde, o Instituto Pasteur reavaliará conjuntamente com os Grupos de Vigilância Epidemiológica e municípios a possibilidade de novos cronogramas para a realização da campanha.
 
Hoje, a Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu dispõe de um estoque de 700 doses de vacinas antirrábicas. Elas estão disponíveis para atender somente o esquema vacinal recomendado para cães e gatos que tiveram contato com morcegos ou para os bloqueios de foco, ou seja, quando há o registro de um caso positivo para Raiva em morcego em determinado setor da Cidade com necessidade de imunizar os animais com falha no histórico vacinal.
 
Em 2015, até o momento, a VAS confirmou dois casos positivos de Raiva em morcegos. Vale lembrar que o último caso de raiva em cão registrado no município de Botucatu foi em 1985.
 
Mais informações
 
Secretaria Municipal da Saúde
Rua Major Matheus, nº7 – Vila dos Lavradores
Telefone: (14) 3811-1100 / 150 (Vigilância Ambiental em Saúde)
Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

 

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes