Após folga e com pouca preparação, Palmeiras joga no Panamá

A torcida palestrina precisou esperar 17 dias, mas o Palmeiras finalmente voltará a campo neste sábado. Nas arquibancadas, porém, o Verdão deverá ter no máximo uma simpatia pelo futebol brasileiro a seu favor, já que o duelo contra o Deportivo Árabe Unido será no Panamá, às 21h30 (de Brasília).

A partida será a primeira do Maior Campeão do Brasil após a pausa de jogos em virtude da Copa do Mundo da Rússia. A equipe de Roger Machado se reapresentou na última segunda-feira, e, com apenas quatro dias de treinos (a quinta-feira foi usada para viajar), terá tem em campo os atletas com melhores condições físicas.

Assim, os garotos Yan e Vitinho, que vinham treinando enquanto os profissionais folgavam por 11 dias, tem ainda mais chances de serem aproveitados. Outro com boas chances de atuar é o zagueiro Nicolás Freire, argentino que veio do futebol holandês e assinou por empréstimo de uma temporada com preço de compra pré-fixado.

Não é o caso de Gustavo Scarpa. O meia, que conseguiu habeas corpus na Justiça e optou por reassinar seu contrato com o clube, está com a delegação no Panamá, mas apesar de treinar em academias durante o período vinculado ao Fluminense, está completamente sem ritmo de jogo e condições físicas para entrar em campo.

Fernando Prass, com uma inflamação no joelho, e Guerra, que se recupera de uma cirurgia no pé esquerdo, permaneceram em São Paulo e não integram a relação de 28 nomes da delegação alviverde.

Após a estreia no Torneio por La Paz de Colón, o Alviverde ainda irá enfrentar o Independiente Medellín, na próxima quarta-feira, às 22h15 (de Brasília), novamente no Panamá. Depois, o time viaja para a Costa Rica, onde encara o Liha Alajuense, no próximo dia 8.

Será a primeira vez do time palestrino no Panamá. Na Costa Rica, o clube esteve em duas oportunidades – em 1952 e 1964 – e disputou três jogos: vitórias sobre o Orión, pela Taça Ribeiro de Carvalho, e diante do Deportivo Saprissa, pela Taça Presidente da República, ambas em 1952 e pelo placar de 2 a 1. Em 1964, novo confronto ante o Saprissa e outro triunfo – 3 a 0, em partida amistosa.

A última vez que o Verdão participou de um torneio amistoso internacional foi durante a pré-temporada de 2016, quando disputou a Copa Antel (Torneio de Montevidéu), no Uruguai, enfrentando o Libertad-PAR e o Nacional-URU.

 

Fonte: Yahoo!