Após denúncia, equipes encontram animais mortos e bovinos em situação de maus-tratos em sítio no interior de SP

Mais de 20 animais em situação de maus-tratos e abandono foram encontrados em um sítio no Bairro Turvinho, em Pilar do Sul, interior de São Paulo. No local, também estavam pelo menos onze carcaças de bovinos.

Animais em situação de maus-tratos e abandono são encontrados em Pilar do Sul (SP) — Foto: Centro de Zoonoses/Divulgação
Animais em situação de maus-tratos e abandono são encontrados em Pilar do Sul (SP) (Foto: Centro de Zoonoses/Divulgação)

De acordo com o Centro de Zoonoses, equipes foram até o local nesta terça-feira (12), em conjunto com a Polícia Ambiental e representantes do Serviço de Inspeção Municipal, após receberem uma denúncia do dono do sítio.

Segundo o órgão, a propriedade estava arrendada para uma engenheira agrônoma, e o dono desconfiou que os animais não estavam sendo bem cuidados.

Centro de zoonoses encontrou inúmeros cadáveres de bovinos no sítio em Pilar do Sul (SP) — Foto: Centro de zoonoses/Divulgação
Centro de Zoonoses encontrou inúmeros cadáveres de bovinos no sítio em Pilar do Sul (SP) (Foto: Centro de Zoonoses/Divulgação)

Na propriedade, os fiscais encontraram 23 vacas e um touro, todos bastante magros, debilitados e cheios de carrapatos. Além disso, foram achados vários cadáveres de bovinos espalhados pelo pasto.

Ainda conforme o Centro de Zoonoses, os animais estavam sem o acompanhamento veterinário adequado e as vacas estavam sendo ordenhadas mesmo debilitadas, para a venda de leite.

Com isso, o centro informou que os animais vão ficar sob os cuidados do dono do sítio a partir desta terça-feira (12).

O órgão disse ainda que os responsáveis pelos maus-tratos poderão receber uma multa de R$ 3 mil por animal vivo maltratado, e que o valor pode dobrar em caso de morte do bovino.

Animais vão ficar sob cuidado do dono do sítio em Pilar do Sul (SP) — Foto: Centro de zoonoses/Divulgação
Animais vão ficar sob cuidado do dono do sítio em Pilar do Sul (SP) (Foto: Centro de Zoonoses / Divulgação)

Fonte: G1