Angelina Jolie revela que Estado Islâmico está usando estupro como política

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Grupo do Estado Islâmico está usando estupro como “o ponto central do terror”, denunciou Angelina Jolie a parlamentares do Reino Unido. Ela atentou à destruição causada via violência sexual deliberadamente entre as políticas do grupo.

Ativista dos Direitos Humanos, a atriz pontuou o momento em que ela encontrou duas garotas de idade próxima aos 7 anos abusadas brutalmente nos locais de conflito.

Jolie, que é ativista e dedica-se à causa fez a declaração frente ao ministro de relações exteriores dos EUA, William Hague. Entre as acusações, comentou:

“Não é uma questão sexual, é uma violenta brutal utilizada como arma para terrorismo.”

Na Síria e no Iraque, o grupo do Estado Islâmico impõe a política de estupro como obrigatória.

“Eles dizem “nós devemos fazer isso, esta é a maneira de construir uma sociedade” então o grupo cultiva a opressão”, completou Angelina.

No comitê do Parlamento, ela também agradeceu a atenção e abertura dada para discutir o assunto publicamente.

Milhares de mulheres e meninas têm sido sequestradas, estupradas e vendidas como escravas sexuais pelo Estado Islâmico desde 2014, quando  o grupo militante ocupou faixas do território de Síria e Iraque, de acordo com a ONU.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes