Ana Sátila, da canoagem slalom, é a 1ª atleta brasileira a embarcar para Tóquio

Já tem atleta brasileira seguindo para as Olimpíadas. Ana Sátila embarcou neste domingo no aeroporto de Guarulhos rumo a Tóquio e será a primeira representante do nosso país a chegar no Japão para a disputa dos Jogos Olímpicos, que começam no dia 23 de julho.

Ana Sátila vai para sua terceira edição dos Jogos Olímpicos (Foto: Divulgação/COB)

– Está sendo um dia incrível, o Comitê Olímpico do Brasil estava ali pronto, estou com uma sensação e uma energia muito gostosa em ser a primeira atleta a ir no Japão, estou extremamente feliz e tenho certeza que vai ser uma experiência incrível não só para mim, mas para todos os atletas que irão para Tóquio. Agora é um momento de preparação por ter chegado até aqui e vai ser um alívio muito grande quando eu chegar lá, estou muito grata pelo apoio e muito contente – disse Ana.

Ana Sátila vai participar de um período de treinamentos organizado pela Federação Internacional de Canoagem no canal artificial onde será realizada a disputa da modalidade slalom, na qual a mineira competirá no C1 e K1. Essa será a terceira edição das Olimpíadas que a canoísta disputa, tendo estreado em Londres em 2012 aos 16 anos.

Ana Sátila e Mathieu Desnos, o seu técnico — Foto: Divulgação/COB
Ana Sátila e Mathieu Desnos, o seu técnico (Foto: Divulgação/COB)

Pedro Gonçalves, outro atleta brasileiro que disputará a canoagem slalom em Tóquio, também viajaria neste domingo, mas um dos seis exames RT-PCR feito pelo canoísta na semana passada teve resultado positivo, por um erro de processamento declarado pelo laboratório. Mesmo assim o COB optou por reiniciar o protocolo e assim que concluído ele terá nova data.

– Fiz o exame no mesmo dia do resultado positivo e esse exame deu negativo. Refizeram o exame positivo e constatou-se um erro do laboratório, da máquina, não sei do que… enfim, meu resultado positivo na verdade é negativo. Só que diante disso, de todo protocolo, tá muito rígido todas as coisas no Japão, foi pedido para trocar esse meu exame, para considerar o negativo que é o real, mas tudo isso demora um tempo, protocolos tem que ser seguidos, então não vou estar embarcando hoje, domingo – disse Pedro.

A disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos começa em 25 de julho e vai até o dia 30.

Skate segue para Los Angeles

Esse domingo também foi dia de ir para o aeroporto para os atletas do skate. A seleção brasileira olímpica da modalidade embarca no final do domingo para Los Angeles, nos EUA, onde fará a reta final da preparação antes de seguir para Tóquio.

Aos 13 anos, Rayssa Leal é uma das esperanças de ouro para o Brasil — Foto: Julio Detefon

Aos 13 anos, Rayssa Leal é uma das esperanças de ouro para o Brasil (Foto: Julio Detefon)

– Adiou um ano, claro foi uma pandemia, um momento que ninguém esperava, precisamos ficar isolado por muito tempo, mas deu para treinar mais. Evoluí mais do que se a Olimpíada tivesse acontecido no ano de 2020, acredito que todos nós estamos mais preparados agora do que estaríamos um ano atrás e agora está mais perto do que nunca, todo mundo muito preparado e animado – disse Dora Varella em entrevista coletiva realizada neste domingo.

Parte do grupo embarcou rumo aos Estados Unidos por São Paulo, enquanto outro o fará a partir de Florianópolis. Alguns atletas da seleção já estão em Los Angeles, se preparando para as Olimpíadas.

O Brasil terá 12 atletas competindo nas modalidades street e park do skate em Tóquio, são eles:

Rayssa Leal (street)
Pâmela Rosa (street)
Letícia Bufoni (street)
Kelvin Hoefler (Street)
Felipe Gustavo (street)
Giovanni Vianna (street)
Luiz Francisco (park)
Pedro Barros (park)
Dora Varella (park)
Isadora Pacheco (park)
Yndiara Asp (park)
Pedro Quintas (park)

Mais embarques

Os próximos desembarques de equipes brasileiras em Tóquio serão: vela em 8/7, judô e rúgbi 10/7, e boxe 12/7. Depois disso haverá chegada de atletas em todos dias até o início das Olimpíadas, em 23 de julho.

Fonte: G1 – Foto: Divulgação/COB

Scroll Up