Ambientes integrados: como setorizar os cômodos com os móveis?

Conheça melhor este conceito imobiliário que veio para ficar.

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Cada vez mais, o mundo em que vivemos passa por mudanças, assim como nossos comportamentos, gostos, desejos e necessidades. No mercado imobiliário, por exemplo, há uma tendência por residências menores e com uma maior integração entre os cômodos.

Isso se faz necessário na medida em que oferece uma sensação de aconchego e proximidade com o espaço onde estamos. É possível, por exemplo, colocar uma cadeira para escritório conjugado no quarto, caso você precise de um local para realizar o home office.

Em espaços onde não há muitas divisórias e paredes separando um cômodo do outro, caberá aos móveis fazer esse papel, mantendo, ao mesmo tempo, a sensação de integração dos locais.

Você pode estar se perguntando: o que é um ambiente integrado? Trata-se simplesmente de um cômodo que tem áreas diferentes reunidas em um mesmo espaço. Por exemplo, uma sala de estar e jantar, uma cozinha junto da lavanderia, o dormitório que também é o escritório, etc.

Dessa forma, há uma funcionalidade muito maior dos espaços, já que eles podem ser usados de diferentes formas simultaneamente. A sensação de amplitude é outra característica bem interessante deste tipo de ambiente, bem como a melhor possibilidade de circulação entre os cômodos.

Existem vários elementos que podem auxiliar a criação de um ambiente integrado, desde a remoção de paredes, uma medida nem sempre viável e bastante dispendiosa, até a organização dos móveis, possibilidade mais barata e inteligente.

Rack ou aparador

Existem diversas formas de usar móveis para separar a sala de estar e jantar, por exemplo. Uma delas é usar o rack ou o aparador de modo a delimitar o espaço entre cada local. Muitas vezes, esse tipo de móvel pode ser usado atrás de um sofá, reforçando ainda mais essa função.

Estantes e armários

Estantes e armários também são móveis bem interessantes para dividir espaços sem perder a integração. No caso do primeiro exemplo, tanto modelos com portas quanto os vazados, podem ser usados, de acordo com a necessidade e o cômodo.

Por sua vez, o fundo de um armário pode virar a divisória perfeita para separar o quarto da sala, por exemplo. Nesse caso, lembre-se de não encostar nada diretamente nele, mantendo a integridade do item.

Sofás

Outra sugestão é usar o sofá como divisor de espaços. Ele pode demarcar a sala de estar da sala do local para jantar de modo bem elegante e sofisticado, a depender do modelo e da altura. Lembre-se que o sofá precisa estar de frente para a TV e de costas para o espaço que você pretende delimitar, como a sala de estar e a cozinha.

Mesa e banquetas

Quem não tem sala de jantar ou deseja aproveitar melhor a cozinha vai adorar essa sugestão: utilize mesa e banquetas. Esse tipo de organização permite que você defina melhor o espaço onde são criados os pratos e o local em que será feita a refeição.

Para fazer refeições rápidas, usar banquetas no lugar das cadeiras é uma excelente opção. Isso sem falar que essa composição dá um ar muito mais moderno à sua cozinha.

Home office no quarto

Muita gente teve que se adaptar à nova realidade de trabalhar em casa. Para isso, é preciso ter um local confortável e organizado. Criar um miniescritório no quarto é uma solução bem interessante, desde que cada espaço corresponda à sua real função.

Para tanto, você pode ter uma mesa, uma escrivaninha, um modelo com cavaletes ou até uma bancada instalada na parede ao lado da cama. Também invista em uma boa cadeira ergonômica e nichos para guardar seu material de trabalho. Assim, você terá mais organização e conforto, mesmo trabalhando em casa.

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes