Alerta da meteorologia: Grande virada no tempo em todo estado de SP

Após um início de semana extremamente quente e seco, mudanças no tempo já são previstas para São Paulo ao longo dos próximos dias, por causa do avanço de uma nova frente fria.

A quinta-feira ainda vai ser quente em São Paulo, inclusive não se descarta um novo recorde na capital, com máxima prevista de 34°C. No entanto, por causa da aproximação da frente fria, o tempo já começa a mudar. Fica ventando ao longo do dia, com rajadas de vento entre 40 a 55km/h.  Esses ventos sopram de noroeste, do interior, por isso as temperaturas ainda conseguem subir rapidamente.

As nuvens aumentam em relação aos últimos dias e a partir da tarde já tem expectativa de chuva em pontos isolados do centro-sul e oeste do estado. Na Grande SP, a chuva chega à noite, mas também de forma mal distribuída.

Grande virada no tempo em SP

Na sexta-feira, 27 de agosto, a frente fria avança por São Paulo e muda o tempo de forma brusca em muitas regiões. Em questão de chuva, não há previsão de volumes excepcionais na maior parte do estado.

Mesmo assim, essa chuva vai ajudar a aumentar a umidade e vai melhorar a qualidade do ar. A poluição que está concentrada na atmosfera, deve se dispersar com o aumento dos ventos e da chuva em São Paulo.

Os volumes mais expressivos de chuva são previstos entre o litoral sul de São Paulo e o Vale do Ribeira. Nestas áreas o acumulado fica em torno de 100mm até o domingo.

O que vai chamar a atenção é a queda acentuada de temperatura. Não há previsão para frio intenso, como já foi observado neste ano e não há condições para novos recordes. Porém, como a atmosfera está extremamente quente, a mudança será muito brusca. A semana vai terminar com sensação de frio,  chuva e predomínio de céu mais nublado.

As cidades ao norte e noroeste do estado devem ter chuva também, mas a temperatura não cai de forma acentuada. Será apenas uma redução do calor. Consulte a previsão para sua cidade no campo de busca do nosso site!

Chance de chuva preta aumenta

Com a poluição e as recentes queimadas observadas no interior paulista e até na região metropolitana de São Paulo, não se pode descartar a chance da ocorrência do fenômeno da “chuva preta”, especialmente na noite de quinta e até na madrugada de sexta-feira. Conforme a chuva cai, tanto nas áreas do interior e na capital, as partículas em suspensão na atmosfera devem ser depositadas no solo com as gotículas de água.

Chuva não será suficiente para encher reservatórios

Por enquanto, não há expectativa de chuva generalizada e volumosa que ajude a elevar o nível dos reservatórios. O cenário só deve melhorar durante os períodos mais chuvosos no fim do ano/começo de 2022.

Fonte: Climatempo

Scroll Up