Agudos antecipa recesso escolar após registro de casos de Covid entre professores da rede municipal

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A prefeitura de Agudos (SP) informou nesta quinta-feira (25) que vai antecipar o recesso escolar de julho para os alunos da rede municipal do ensino fundamental. A medida foi tomada depois que seis professores testaram positivo para a Covid-19.

Nesta quarta-feira (24), a Secretaria de Educação e Cultura já havia informado a suspensão das atividades presenciais em três escolas do município por causa dos casos de coronavírus entre os funcionários.

A partir da confirmação, os servidores diagnosticados com a doença foram afastados e os estudantes dessas escolas migraram novamente para o ensino remoto. Agora, a prefeitura decidiu interromper as aulas em todas as unidades de Ensino Fundamental da rede municipal.

O recesso começa a valer a partir de segunda-feira (1º) por um período de 15 dias. Segundo a prefeitura, a antecipação é para possibilitar que professores e alunos estejam menos expostos ao risco de contágio pelo coronavírus.

A prefeitura informou ainda que, atualmente, seis professores testaram positivo para Covid-19 em Agudos e outros seis aguardam resultados de exames. A orientação aos profissionais é que façam o isolamento domiciliar e evitem contato com outras pessoas.

No município, a retomada das aulas presenciais foi regulamentada por um decreto publicado em 4 de janeiro. O documento permitiu a retomada gradual a partir de 11 de janeiro na rede pública e privada, com 35% da capacidade da sala de aula e uma série de protocolos sanitários.

Os alunos da educação infantil ainda não tinham retornado com as atividades presenciais e continuarão com o ensino remoto pelos próximos dias.

Novo decreto

Além da antecipação do recesso escolar, a prefeitura de Agudos publicou nesta terça-feira (23) um decreto com novas regras da quarentena, que foi prorrogada até 5 de março na cidade.

O município faz parte do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Bauru, que está classificado na fase vermelha do Plano São Paulo, a mais restritiva, na qual apenas serviços essenciais podem funcionar.

Entre as novidades do decreto em Agudos, está a proibição de consumo de bebida alcoólica em espaços públicos, além da proibição da locação de imóveis para a realização de festas.(Veja o documento na íntegra.)

Segundo o decreto, o descumprimento das proibições e o não atendimento às obrigações impostas para a quarentena podem resultar em advertência, imposição de multa, interdição e cassação do alvará, além da aplicação de medidas cíveis e criminais cabíveis, nos termos da legislação vigente.

Fonte: G1 – Foto: Roberto Netto/Prefeitura de Agudos

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes