Absorvente interno ou externo: qual escolher?

Com diferentes formatos e aplicações, os absorventes atendem a diversas necessidades; veja qual a melhor escolha

Uma das escolhas de saúde feminina mais importantes ocorre durante os dias de menstruação. Definir o absorvente ideal traz mais segurança no dia a dia, principalmente para quem sofre com fluxo intenso em vazamentos. Mas qual a melhor escolha: o absorvente interno ou externo?

Entender como cada dispositivo funciona é fundamental para fazer uma escolha acertada — ou combinar o uso das duas. Confira qual absorvente é a melhor escolha para os cuidados femininos.

Como é o absorvente externo?

O absorvente externo é o mais tradicional e popular — dificilmente encontra-se uma mulher que não tenha um pacote do tipo em casa. Deve-se colar o produto na região da calcinha que fica em contato direto com a vulva. Esse modelo vai do tamanho mini ao noturno para suprir tanto que tem fluxo fraco quanto moderado e intenso. Além disso, pode ou não ter abas.

Existem dois tipos de cobertura: a de algodão e a seca. A de algodão é mais confortável e ideal para evitar alergias, mas quem tem fluxo intenso vai sentir a região úmida. Já a seca, como o nome diz, não deixa o fluxo umedecer a cobertura do absorvente, mas abafa a região e pode provocar irritações.

Trocas

O absorvente externo necessita de trocas mais constantes — de três a quatro horas, mais ou menos. Por melhor que seja sua tecnologia de absorção, ele não dá conta de aguentar um fluxo intenso e contínuo por muitas horas, podendo resultar em vazamentos.

Outro fator importante é que o sangue fica em contato com a vulva, o que não é muito higiênico. Na hora de dormir, sempre opte pelos absorventes noturnos, que são maiores, mais confortáveis e com abas mais extensas. Para quem tem fluxo intenso, essa é a melhor opção até mesmo para o dia.

Esportes

Existem absorventes externos que são feitos para a prática de esportes, mas são bem mais difíceis de encontrar. Na hora de comprá-los para o uso durante atividades físicas, é importante escolher um modelo bastante flexível, ultrafino e com abas. Não é recomendado o uso de absorventes externos durante a natação — principalmente o de algodão, que se desmancha com mais facilidade.

Ainda, ao praticar exercícios, dê preferência a roupas escuras, para dar mais segurança em relação às manchas de vazamentos.

E o interno?

Já o absorvente interno tem o formato de uma pílula extragrande e deve ser inserido dentro do canal vaginal para absorver o fluxo e impedir que ele vaze para a roupa.

O tamanho do absorvente interno varia conforme a intensidade do fluxo. Quanto maior o produto, mais tempo ele pode ficar sem trocar — o tamanho maior, por exemplo, aguenta até 12 horas.

No entanto, recomenda-se nunca ficar com um mesmo dispositivo por mais de oito horas, para evitar infecções. Além disso, o absorvente externo continua sendo a melhor escolha para a hora do sono.

Outro fator importante é que o absorvente interno tem um barbante fino que fica no lado externo. Ele será útil para removê-lo na hora da troca.

O absorvente interno é uma ótima escolha para quem sofre com vazamentos. Ele resiste a muito mais tempo sem necessitar de troca. Para a mulher que não está acostumada, pode ser desconfortável nos primeiros usos. Mas depois de algum tempo, até se esquece de que está usando.

Além disso, conforme o fluxo penetra no absorvente, ele “incha” dentro da vagina. Então, na hora de removê-lo, estará bem maior do que quando foi colocado.

O preço do absorvente interno também é um pouco maior. Mas, ao mesmo tempo, necessita de menos trocas. Então, acaba não pesando no bolso da mulher.

Uso esportivo

O absorvente interno é o melhor tipo para quem pratica atividades físicas, incluindo natação. O cordão pode ser colocado entre os lábios vaginais e não cairá. Como ele está dentro da vagina, não terá contato com o fluxo intenso de água.

Como usar

Para as mulheres que nunca usaram, o absorvente interno pode ser um pouco mais complicado de se utilizar. Por isso, as caixas sempre contam com um guia de como fazer a colocação do dispositivo:

  • desenrole e estique o cordão do absorvente;
  • coloque o dedo indicador na base do absorvente;
  • separe os lábios vaginais com a outra mão;
  • vagarosamente empurre o absorvente interno para dentro do canal. Como a vagina é inclinada para trás, empurre em direção às costas;
  • certifique-se de que o absorvente está bem encaixado. Ele não pode ficar pendente; o encaixe é justamente para que não caia mesmo quando estiver sem roupas. Deixe o cordão do lado externo.

Afinal, qual absorvente é a melhor escolha?

Não há um produto melhor, a resposta depende da mulher. Como visto, cada um tem suas vantagens. Enquanto o absorvente interno é bom para a prática de esportes, o externo é mais confortável logo no primeiro uso e ideal para dormir. O ideal é combinar o uso dos dois produtos

Scroll Up