13 abril, 2024

Últimas:

A História das Apostas Esportivas

Anúncios

As apostas esportivas têm uma história longa e fascinante que remonta a séculos atrás, quando os apaixonados por esportes começaram a combinar a emoção das competições com a oportunidade de lucrar.

As apostas esportivas têm uma história longa e fascinante que remonta a séculos atrás, quando os apaixonados por esportes começaram a combinar a emoção das competições com a oportunidade de lucrar.

Anúncios

No Brasil, as apostas esportivas estão se tornando cada vez mais populares, graças à revolução tecnológica, trazendo consigo uma série de inovações incorporando-se ao cenário esportivo como uma fonte emocionante de entretenimento e possibilidades de ganhos, graças às inúmeras casas de apostas brasileiras online que estão atuando no mercado nacional.

 Além disso, a tecnologia trouxe consigo uma série de recursos inovadores, como transmissões ao vivo de eventos esportivos, estatísticas em tempo real e até mesmo a possibilidade de apostar durante o decorrer de uma partida. Como também acessibilidade financeira, já que é possível encontrar jogos com bônus de 5 reais no cadastro.

Anúncios

Mas, de onde surgiram as apostas esportivas? Quem as criou? Como ganhou tanta popularidade no Brasil? Essas e outras perguntas serão respondidas a seguir para o leitor do Leia Notícias.

Um breve resumo da origem das apostas

Muitas pessoas pensam que apostar é uma prática recente. Na verdade, as apostas surgiram há muito tempo, até mesmo antes do nascimento de Jesus, e têm se reinventado ao longo do tempo.

Evidências históricas apontam que civilizações antigas, como os Gregos e os Romanos, já tinham o costume de apostar. Claro, não da forma como conhecemos hoje, mas naquela época já sabiam como ganhar um pouco de dinheiro com disputas entre outros. Na Grécia Antiga, os espectadores apostavam nos resultados dos Jogos Olímpicos, que eram sediados em Olímpia, e em Roma haviam muitas apostas nas corridas de biga, cavalos e nas famosas lutas entre os gladiadores.

Foi no século XVII, na Grã-Bretanha, que começaram a surgir as apostas esportivas mais modernas. As corridas de cavalos foram a primeira modalidade a ser usada nas apostas e em consequência, surgiram as primeiras casas de apostas. Após a legalização das apostas no país, em meados do século XX, também foram acrescentados outros esportes, como futebol e críquete.

As apostas no Brasil: Das corridas de cavalo à legalização dos jogos online

O brasileiro sempre foi apaixonado por apostas, seja em jogos legalizados, como os da loteria federal, até mesmo a práticas contraventoras, como o famoso jogo do bicho, que começou no país quando ainda era um Império no século XIX. Dessa forma, no “país do futebol”, as apostas esportivas pegaram de forma fácil e rápida.

O início precoce

Assim como foi na Inglaterra, as corridas de cavalo deram o pontapé inicial para a introdução das apostas esportivas no Brasil, sendo o entretenimento principal da elite do país. No entanto, foi somente no final do século XIX que as apostas esportivas realmente decolaram no Brasil. As primeiras casas de apostas legalizadas surgiram no fim dos anos 1910. Em 1917, o governo criou a primeira loteria nacional, chamada Loteria Federal. A loteria foi um sucesso imediato, e rapidamente se tornou uma das formas mais populares de apostas no Brasil.  E na década de 1920, já existiam dezenas delas operando apenas no Rio de Janeiro.

A Era de Ouro das Apostas

As décadas de 1920/30 foram marcadas pela consolidação das lotéricas no Brasil e o crescimento das casas de apostas, quando o então presidente Getúlio Vargas tornou legal a prática das apostas no território nacional, desde a cassinos, bingos e apostas esportivas. Assim foi iniciada a “Era de Ouro” das apostas, gerando crescimento econômico e do turismo.

Décadas no Limbo

Se nas décadas anteriores foram prósperas para as apostas, a década de 1940 foi do céu ao inferno para o setor. Durante o governo de Dutra foi estabelecida por força do Decreto-Lei 9.215 em 1946, que proibiu qualquer tipo de jogo no Brasil, no qual os cassinos sofreram a pior derrota, sob o argumento de ser degradante para o ser humano.

Enquanto os cassinos tradicionais permaneceram proibidos, algumas formas de jogo encontraram respaldo legal no Brasil. As apostas em cavalos, apostas esportivas e bingos foram entre as poucas atividades autorizadas, com o banco estatal Caixa Econômica Federal detendo o monopólio na exploração das loterias, com a Mega-Sena e loterias esportivas, como Loteca e Timemania.

O jogo do bicho, mesmo sobrevivendo de maneira informal, ainda é praticado em comunidades em todo o país. Até 2004, os salões de bingo eram comuns, mas foram proibidos. Mesmo sendo proibido devido a falta de regulamentação, jogar bingo online com dinheiro real tornou-se possível devido ao surgimento dos sites de apostas e o avanço da tecnologia. Essa prática informal, juntamente ao hábito arraigado do brasileiro pelo jogo, provocaram pedidos por uma abordagem mais robusta e transparente à regulamentação do jogo.

Novo Marco Legal das Lotéricas e a Aprovação da Nova Lei de Apostas

Em 2018, o Governo de Michel Temer deu o primeiro grande passo para a retomada do crescimento do mercado de apostas esportivas. Houve a aprovação do Novo Marco Legal das Lotéricas que legalizou as modalidades de quota fixa.

Desde então, a medida pendulava entre a Câmera e o Senado, com muitas reformulações no texto original até que em dezembro de 2023, o atual Presidente da República, Lula, sancionou a Lei 14.790/23, que passou a regulamentar as apostas esportivas e os jogos online no país. 

Últimas

Motorista morre após sofrer mal súbito e colidir contra defensa metálica na Rodovia Castello Branco, região de Botucatu

13/04/2024

Anúncios Acidente trágico ocorreu próximo de Porangaba, na região de Botucatu, na noite da última sexta-feira....

Categorias