A exuberante vida escondida sob o gelo da Antártida; veja vídeo

A Antártida é sem dúvida o continente mais desolador e inóspito de todo o planeta. Nenhum ser humano foi capaz de pôr os pés em seu ponto mais meridional em mais de um século. Até hoje, as bases instaladas sobre suas geleiras devem resistir a temperaturas gélidas, que, nem nos meses mais quentes, passam de 0 graus.

Sob seu vasto manto, a Antártida esconde uma fascinante hidrografia, contendo lagos subglaciais e mares cobertos por gelo, cujos leitos guardam zelosamente muitas surpresas. Guiada por uma curiosidade sobre o que há nesses locais inacessíveis, uma equipe de biólogos da Australian Antarctic Division conseguiu usar um robô submarino para descer às profundezas da Antártida e estudar a vida que ali habita.

O responsável pela pesquisa, Glenn Johnstone, explica que o vídeo mostra o mar da Bahía O’Brien sob o gelo, que fica ao sul da estação de investigação Casey, na Antártida Oriental. Surpreendentemente, há um mundo próspero e colorido, cheio de esponjas, pepinos do mar, aranhas marinhas, vermes, algas e estrelas do mar.

Estamos a 30 metros abaixo da superfície, e a temperatura da água é de -1,5°C durante todo o ano, e o mar fica coberto por um metro e meio de gelo por mais de 10 meses no ano. Este gelo fornece proteção contra as severas condições climáticas da Antártida e um ambiente estável que permite a biodiversidade.

Como curiosidade, se algum leitor estiver se perguntando por que a água não congela se as temperaturas estão entre um e dois graus negativos, explicamos que o ponto de congelamento da água depende de vários fatores, como a salinidade e a pressão atmosférica. E a água com grande concentração de sal tem pontos de congelamento mais baixos.

Fonte: Yahoo!