4 dicas para não errar na escolha do domínio do seu site

O nome certo pode facilitar o alcance da sua marca na internet.

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O ano de 2020 provou a importância da presença das empresas na internet. Assim como planejar uma boa estratégia de negócios on-line, escolher o domínio do seu site é uma tarefa essencial para o sucesso no ambiente virtual.

Se você está chegando nesse universo agora, o domínio do site pode ser comparado ao nome da empresa ou ao seu CPF. Isso significa que ele é responsável por identificar a sua página nos milhões de outros sites na internet, facilitando que os usuários e os buscadores a encontrem.

1.  Opte pela simplicidade

O que tem melhor aparência: um link com cinco linhas e letras embaralhadas ou uma URL como www.nomedosite.com? A resposta é óbvia, por isso esta dica é muito valiosa.

Além de facilitar a memorização pelos usuários, uma URL curta ajuda na hora de rankear melhor a página em buscadores como o Google. Um nome de domínio com, no máximo, 30 caracteres e palavras objetivas é o ideal para que o usuário foque no que interesse: seu conteúdo.

2.  Use o seu produto e a sua marca

Na hora de criar o domínio, você deve ser criativo o suficiente para combinar o seu produto e a sua marca ou o assunto e o nome do seu blog para chamar a atenção do usuário. O importante é manter o endereço curto, mas sem deixar de lado a sua principal palavra-chave.

Se o seu negócio tem relação com alguma localidade essencial, por exemplo, um blog de viagem para determinada cidade, é indicado inserir esse local no seu domínio. Assim, você direciona seu site para o público desejado e já dá um grande passo na questão da otimização de SEO.

3.  Tome cuidado com o plágio

Por mais que cada domínio seja único, é importante ficar de olho em marcas que possuem nomes licenciados. Dificilmente, você vai pegar o nome de outra empresa de propósito. Então, antes de registrar, faça uma boa pesquisa e defina opções caso o domínio escolhido já esteja registrado por outro site.

Um bom jeito de evitar que isso aconteça é apostar em siglas que identificam a sua marca, mas não corram o risco de serem confundidas com nomes licenciados de empresas maiores. Na dúvida, pesquise bastante e, se for possível, tenha um amparo jurídico para te proteger de acusações indevidas.

4.  Preste atenção na extensão de domínio

A extensão de domínio é tudo que vem após o nome do site (.com, .net, .info, .gov, etc). Algumas extensões possuem uso restrito, como é o caso do .gov, que só pode ser adotado por instituições governamentais, ou .org, que representa organizações independentes. Em ambos os casos, é necessário a comprovação de registros oficiais.

No Brasil, o mais comum são as extensões .com, .com.br e .net. Elas são usadas por grande parte dos sites, incluindo os comerciais. Mais recentemente, a extensão .site passou a ser bastante utilizada por marcas, por acrescentar um elemento mais oficial ao domínio.

Conclusão

Registrar um domínio é a parte mais importante de criar um site, pois, sem ele, a página não pode ser publicada e, consequentemente, não terá função. Para não errar, faça um bom planejamento, incluindo pesquisa de mercado.

Após mapear as opções, defina um nome e tente criar variações com, no máximo, 30 caracteres — lembrando que o domínio sempre será escrito com as palavras coladas e sem acentuação. Por fim, defina a sua extensão e realize o registro corretamente. Depois de hospedá-lo, basta seguir sua estratégia e aproveitar os frutos do seu trabalho.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes