13 de junho, 2024

Últimas:

Produção consciente ganha espaço no mercado

Produção consciente ganha espaço no mercado

Anúncios

A busca por produtos de beleza eficazes e éticos tem moldado a indústria cosmética, isso porque os clientes estão cada vez mais conscientes quanto à produção de suas marcas favoritas, não apenas se atentando para a qualidade dos produtos, mas também ao capital social por trás.  Uma pesquisa realizada pela Opinion Box entre agosto e setembro de 2022 com mais de 500 entrevistadas apontou que 96% delas valorizam produtos não testados em animais, veganos e naturais. 

Um relatório divulgado pela consultoria de mercado Grand View Research indica que o mercado global de cosméticos veganos deve atingir US$ 20,8 bilhões até 2025, uma taxa de crescimento anual de 6,3%. Para os produtos cruelty free (livre de crueldade animal), a previsão é de alta de 6% entre 2017 e 2023, segundo análise da Market Research Future

Anúncios

Nesse cenário, a Skala Cosméticos, destaca-se por seu compromisso com a beleza sem crueldade e reforça a importância da produção consciente em um mercado em constante evolução. Em um movimento que abraça ações cruelty-free, a marca nunca fez testes em animais e desde 2018 se tornou 100% vegana por meio do processo de vegetalização, que consiste na substituição de ingredientes de origem animal por alternativas de fontes vegetais.  

Dentre as mudanças notáveis, Skala substituiu o leite de cabra por leite de coco, queratina animal por milho, soja e trigo, proteína do ovo por semente de amaranto e amido de milho, ceramida animal por óleo de amêndoas, milho, semente de algodão, girassol, trigo e abacate, colágeno animal por extrato de alga e goma de Caesalpinia Spinosa (árvore) e glicerina animal por soja e coco.  

Anúncios

“Beleza sem crueldade está relacionada à integridade e responsabilidade em toda a cadeia de produção. Esse compromisso é evidente em nossas formulações, onde priorizamos ingredientes vegetais e não realizamos testes em animais. Os produtos são avaliados em laboratórios externos, aprovados pela ANVISA, apenas com testes in-vitro e em in-vivo (voluntários humanos, sob protocolo médico). O movimento ainda se estende a todas as etapas de desenvolvimento dos nossos produtos, desde a escolha dos ingredientes até as embalagens”, afirma Bruna Veneziano, Diretora de Marketing de Skala Cosméticos.  

As peças que se perdem no processo produtivo são reutilizadas, e após serem lavadas, moídas e triturada, voltam ao processo novamente. Para além, visando minimizar o plástico no meio ambiente, em 2022 a marca retirou os rótulos do verso dos shampoos e condicionadores dos kits de shampoo e condicionador. Com essa mudança deixaram de produzir mais de 30 toneladas de resíduos por ano.  

Além disso, toda água proveniente de processo produtivo (limpezas, setups) é tratada na estação de Tratamento de Efluentes (ETE), que separa os resíduos sólidos, para coleta seletiva e devolvida para a rede pública da cidade de Uberaba. Após, essa água passa por novo tratamento e retorna para distribuição pública para que seja reaproveitada. 

Sobre a Skala Cosméticos

No mercado há mais de 30 anos, a Skala é conhecida pela comercialização de cremes de tratamento para cabelo em embalagens de um quilo. Atualmente, a marca exporta para mais de 40 países ao redor do mundo.

Consciente de sua responsabilidade social e ambiental, e que tais hábitos e atitudes melhoram a qualidade de vida, ajudando também a humanidade e o planeta, desde julho de 2018 a Skala se tornou uma marca 100% vegana, cruelty free e que utiliza ingredientes de origem vegetal.

 

Website: https://www.skala.com.br/ 

Talvez te interesse

Últimas

The Economic Development Bureau of the Guangdong-Macao In-Depth Cooperation Zone em Hengqin...

Categorias