17 de junho, 2024

Últimas:

Setor de máquinas e equipamentos reduz importações

Setor de máquinas e equipamentos reduz importações

Anúncios

Relatório da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) aponta que, no mês de abril de 2023, houve uma redução nas importações de máquinas e equipamentos em relação ao mês anterior de 16,9%, porém, comparado ao período interanual, ocorreu um crescimento 12,1%, totalizando US$ 2,0 bilhões. Em outra pesquisa realizada pela (Abimaq) foi apresentado informações sobre o volume global de máquinas e equipamentos utilizados internamente no país, abrangendo tanto os produtos fabricados localmente quanto os importados, revelando um aumento de 6,5% em março, ajustado de acordo com a sazonalidade, em comparação com fevereiro.

Apesar desse aumento, o consumo de máquinas registrou uma queda de 1,4% em relação ao mesmo período de 2022. No acumulado do trimestre, observou-se uma diminuição de 8,0%. Durante o mês em questão, o aumento foi impulsionado pelas importações de 6,5%, cujos resultados em termos de valor foram impactados pela desvalorização de 4,9% do real em relação ao dólar.

Anúncios

No setor da construção civil, que está diretamente relacionado ao segmento de máquinas e equipamentos, foram apresentadas perspectivas positivas para 2023. Considerando informações divulgadas pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o setor recebeu projeção para um crescimento de 2,5% neste ano. Essa estimativa levou em consideração o contínuo desenvolvimento do mercado nos últimos dois anos e a análise do ciclo de negócios em andamento no mercado imobiliário, que apresenta uma demanda habitacional sólida, conforme indicado no comunicado.

Ainda sobre projeções para 2023, o 17º Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Máquinas para Construção, conduzido pela Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), afirmou que as vendas em 2023 terão um incremento aproximado de 4%, tanto no segmento de máquinas de linha amarela como em todo o setor de equipamentos voltados à construção.

Anúncios

José Antônio Valente, diretor da empresa de aluguel de máquinas para construção Trans Obra, afirma que a redução, ocorrida em abril, nas importações de máquinas e equipamentos em relação ao mês anterior não pode causar pessimismo no setor, principalmente quando o assunto é a locação de máquinas e equipamentos de grande porte como também equipamentos menores como no serviço de aluguel de martelete, bombas d’ água, compactadores de solo e outros equipamentos e máquinas de menor porte para locação. José Antônio continuou dizendo que por mais que tenha havido uma queda em abril de 2023 em comparação com o período interanual, este relatório demonstra que os valores atuais já são melhores que os de janeiro e fevereiro. “Apesar da queda do número de importações de máquinas e equipamentos, toda indústria precisa trabalhar fortemente para reduzir as perdas no ano”.

Talvez te interesse

Últimas

Painel do 25° Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais debaterá “Perspectivas do Mercado de Capitais Brasileiro...

Categorias