27 de maio, 2024

Últimas:

Zoológico de Bauru recebe espécies de primatas em extinção

Anúncios

O zoológico de Bauru (SP) recebeu nesta semana dois animais de espécies ameaçadas de extinção: um sauim-de-coleira e um sagui-da-serra-escuro.

Nascidos e criados no Centro de Primatologia do Rio de Janeiro (RJ), os dois primatas foram levados para o aeroporto de Guarulhos (SP) e, depois, para o Parque Zoológico Municipal de Bauru.

Anúncios

Eles foram transportados gratuitamente pelo avião solidário da Latam. O objetivo da ação é apoiar a conservação das espécies no Brasil.

O transporte aéreo, em parceria com a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab), foi 50% mais rápido do que se o deslocamento fosse feito exclusivamente por via terrestre.

Anúncios

Eles foram transportados por um avião que saiu do aeroporto Santos Dumont, no RJ, até o aeroporto de Guarulhos, o que reduziu de 10 horas para cinco horas a viagem. O restante do caminho foi percorrido via terrestre.

Os macacos viverão no parque Zoo de Bauru. Não foi informada a data para eles estarem expostos ao público.

Animais saíram do Rio de Janeiro com direção a Bauru, no interior de SP (Foto: Divulgação)

Sauim-de-coleira

Símbolo de Manaus (AM), o sauim-de-coleira é uma espécie de primata endêmica da floresta amazônica brasileira, encontrado apenas no estado do Amazonas, mais especificamente nas cidades de Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara.

A expansão dessas cidades e a ocupação das áreas rurais têm causado a perda e fragmentação das florestas onde os sauins vivem. Isso tem gerado um acentuado declínio na população da espécie, ameaçando a sua existência.

Gestação é de no máximo 152 dias e primata vive de 10 a 15 anos (Foto: Heloísa Casonato/g1)

Além disso, a proximidade com os seres humanos traz outras ameaças, como a predação por cães e acidentes, por exemplo.

A espécie apresenta unhas em forma de garras, que facilitam o deslocamento vertical pelos troncos e a captura de insetos ou pequenos vertebrados em frestas na vegetação.

Em todo o Brasil, existem esforços para a conservação dos sauins-de-coleira, que é a única espécie de primata brasileiro que possui um plano nacional de conservação somente para ele: o Plano de Ação Nacional para Conservação do Sauim-de-coleira.

Sagui-da-serra-escuro

Os filhotes são de sagui-da-serra-escuro, conhecido popularmente como sagui-caveirinha, espécie de primata da família Callitrichida, ameaçada de extinção.

Espécie rara de sagui conta com habitat restrito à Mata Atlântica da região sudeste (Foto: Divulgação)

Com um habitat restrito à Mata Atlântica da região sudeste, principalmente em áreas florestadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, os saguis vivem em grupos, em média, de dois a 11 indivíduos. Por seu alto consumo de frutos, a espécie tem um papel fundamental na dispersão de sementes nas áreas onde vivem.

Espécie endêmica da Mata Atlântica, a perda da cobertura original e a fragmentação do habitat natural estão entre as principais ameaças aos sagui-da-serra-escuro.

Outra ameaça relevante é a competição por recursos e o risco de hibridização (mistura entre as diferentes espécies), podendo resultar no apagamento genético.

O cenário atual colocou o sagui-da-serra-escuro como em perigo de extinção (EN) na Lista Oficial das Espécies Ameaçadas de Extinção do Ministério do Meio Ambiente (2022).

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios No último domingo de maio, dia 26, a sorte brilhou para uma moradora de Botucatu durante o sorteio do...

Categorias