Zagueiro de Dois Córregos faz golaço de bicicleta na final da Liga Europa e é campeão pelo Sevilla; assista

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O zagueiro brasileiro, Diego Carlos, 27 anos, herói do Sevilla, da Espanha, na final da Liga Europa, nesta sexta-feira, 21, com um golaço de bicicleta, é do interior de São Paulo, da região de Botucatu. Ele nasceu no hospital, em Barra Bonita, mas viveu e foi criado em Dois Córregos.

Com o gol de bicicleta de Diego Carlos, o Sevilla venceu a Inter de Milão por 3 a 2 e conquistou o hexacampeonato. (assista abaixo)

Diego foi criado na cidade de Dois Córregos, em uma família humilde. Seus pais eram cortadores de cana e ele ajudava no sustento da casa com o trabalho na roça e também como vendedor de picolés.

“Eu tinha uma infância muito feliz, nunca deixei de brincar ou de aproveitar as coisas mesmo com as dificuldades. Meus pais me ensinaram muito”, disse.

Na adolescência, entrou no programa de jovem aprendiz e trabalhou por um ano em uma fábrica na qual lixava, pintava e embalava gabinetes para armários.

Acostumado a jogar bola na rua, Diego um dia foi com um amigo fazer teste descalço em uma escolinha.

“Não queriam me deixar jogar, mas o técnico me emprestou a chuteira dele que era uns três números maiores que o meu pé. Ele viu que eu levava jeito, mas não poderia jogar por causa de grana. Me deixaram ficar de graça e foi onde tudo começou”, afirmou Diego Carlos para a ESPN.

No futebol, quanto jogava na quarta divisão paulista, atuando pelo Desportivo Brasil, e chamou a atenção do São Paulo. O sucesso na base Tricolor foi imediato. Em um ano, ele já estava atuando no Paulista Sub-20 e na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Promovido ao time principal em 2013, Diego Carlos subiu junto com Lucão e Lucas Evangelista. O problema é que o elenco profissional tinha sete zagueiros. Ele não teve muito espaço, mas chegou a ficar no banco de reservas contra a Portuguesa e foi relacionado contra o Vasco pelo Brasileiro.

A saída do São Paulo representou uma mudança na carreira do zagueiro. Ele foi para o Estoril, de Portugal. Como ainda não tinha muita experiência, foi emprestado para o Porto B, evoluiu e, quando voltou para o Estoril, sua carreira deu um salto.

Chamou atenção do Nantes, da França, onde rapidamente se tornou titular absoluto. Ficou no clube entre 2016 e 2019, quando saiu para se juntar ao Sevilla, onde ganhou o apelido de “Muro” pela torcida.

O zagueiro barra-bonitense é pretendido pelo Liverpool e um dos observados de Tite para futuras convocações da Seleção Brasileira.

Leia Notícias – com Goal

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes