Vulcão Pacaya aumenta atividade e libera material incandescente na Guatemala; vídeo

O vulcão Pacaya, na Guatemala, próximo à capital, que vem gerando intensas explosões há semanas, registrou uma atividade maior nesta quarta-feira (3), desta vez com o lançamento de material incandescente que pode cair em comunidades próximas.

“O vulcão Pacaya registra um nível de atividade muito alto (…) e não está descartado o aumento da erupção”, disse a repórteres o porta-voz do Instituto de Vulcanologia, Emilio Barillas.

“A principal ameaça apresentada por essa erupção é a queda de ‘balísticos’, esses blocos de material vulcânico incandescente” que podem atingir pessoas em áreas próximas, alertou.

Esses materiais são expelidos a uma altura de 800 metros acima da cratera, acompanhados por uma coluna eruptiva de 5.500 metros acima do nível do mar, o que pode complicar a visão do tráfego aéreo, explicou a organização em um comunicado.

O gigante, de 2.552 metros de altitude e localizado cerca de 25 km ao sul da Cidade da Guatemala, mantém explosões que lançam esses resíduos, além da queda de cinzas que atingem cerca de sete comunidades, indicou.

Além disso, continua um aumento na extensão e o surgimento de novos fluxos de lava ao redor do cone vulcânico, disse o funcionário.

Barillas pediu que a Coordenadoria de Redução de Desastres (Conred), responsável pela defesa civil, implemente os protocolos necessários a cerca de 5 km do vulcão devido à queda de material incandescente.

Por causa da atividade do vulcão, o Parque Nacional Pacaya, importante atração turística do país onde ele está localizado, permanece fechado.

O Pacaya registrou uma poderosa erupção em 27 de maio de 2010, que matou um jornalista que cobria o noticiário e também causou danos às plantações.

Além do Pacaya, também estão ativos na Guatemala os vulcões de Fuego, no sudoeste, e Santiaguito, no oeste. O país tem cerca de trinta vulcões.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up