Viagem em família será prioridade após pandemia, aponta pesquisa

A viagem em família será uma das prioridades dos brasileiros em relação ao turismo no período pós-pandemia. É o que revela uma pesquisa inédita da MaxMilhas, travel tech que oferece passagens aéreas com desconto. Segundo os dados, o desejo de viajar com os familiares foi citado por 59% das respostas. 

Realizado em parceria com o instituto de pesquisa Opinion Box, o estudo também mostra que 33% das pessoas entrevistadas pretendem fazer viagens em casal, 18% apontam o desejo de embarcar sozinhas e 14% citam a opção de viajar com os amigos.

O levantamento ocorreu entre os dias 18 e 22 de junho, ouvindo mais de 1.000 pessoas de todo o Brasil. O objetivo foi compreender a percepção dos brasileiros sobre os hábitos de viagem antes e depois da Covid-19. 

Maioria das pessoas quer voltar a viajar

Outro destaque importante da pesquisa é o amplo desejo das pessoas em retomar o turismo após o período de isolamento social. De acordo com as respostas, 86% dos entrevistados querem voltar a viajar.

Além disso, 43% das pessoas que participaram do estudo pretendem fazer viagens de três a seis vezes nos próximos 12 meses. Esse dado indica que os viajantes represaram seus planos durante a pandemia e a tendência é que o mercado do turismo seja bastante aquecido.

Viagens nacionais serão prioridade

A pesquisa também aponta que o turismo nacional será prioridade dos brasileiros para o momento pós-pandemia. De acordo com a pesquisa, das pessoas que pretendem viajar, 74% têm a intenção de fazer viagens dentro do País. 

Esse dado aponta que os viajantes ainda estão preocupados com a questão sanitária e que esse receio deve prosseguir. Por isso, a tendência é que os destinos nacionais ganhem protagonismo no primeiro momento, após o surto de coronavírus. 

Demanda reprimida no turismo

Mais um dado que chama a atenção é em relação aos meses nos quais os entrevistados desejam fazer turismo este ano. 

Apesar de o verão continuar sendo a estação do ano preferida para viajar antes e depois da pandemia, mais pessoas demonstram interesse em embarcar na metade do segundo semestre, em comparação com o momento pré-pandêmico.

A pesquisa demonstra uma demanda reprimida, cuja consequência é o desejo de viajar o quanto antes. 

Segundo as respostas, 43% pretendem fazer turismo no verão, entre os meses de dezembro e fevereiro. Por outro lado, 25% já querem viajar entre setembro e novembro de 2021.

Praias serão os destinos favoritos 

Ainda de acordo com a pesquisa, as praias são o destino para o qual 48% das pessoas mais pretendem ir após a Covid-19. A região Nordeste é a mais visada. 

Na sequência dos locais favoritos, 21% dos entrevistados indicaram as cidades grandes e 16% mencionaram montanhas e natureza. Já as viagens de aventura foram apontadas por 7% das pessoas, enquanto 6% citaram o interior. 

Aumento na busca por locais isolados

O estudo também indica que, antes da pandemia, os destinos turísticos tradicionalmente mais procurados eram os que os viajantes mais estavam acostumados a ir, enquanto apenas 28% iam a locais menos conhecidos.

Já no pós-pandemia, o número quase dobrou, sendo que cinco em cada dez brasileiros entrevistados têm a intenção de viajar para locais mais isolados. Apesar desse aumento na tendência por destinos mais alternativos, os locais turísticos mais populares ainda são preferência de 66% dos brasileiros.

Independentemente do destino, o que 90% dos entrevistados têm em comum é a preocupação com a Covid-19. Isso significa que a maioria busca viagens que estejam em conformidade com protocolos sanitários e que garantam mais segurança aos turistas durante a pandemia. 

Resumo dos resultados da pesquisa

No geral, a pesquisa da MaxMilhas/Opinion Box sobre os hábitos de viagem na retomada do turismo revela que os brasileiros pretendem manter o hábito de viajar principalmente no verão e com a família.

O estudo também mostra que os destinos pouco visitados e mais isolados tendem a ganhar relevância num contexto pós-pandemia. Isso porque as pessoas ainda estão preocupadas com os efeitos do coronavírus.

Ainda que, inicialmente, o destino dos sonhos seja internacional, os brasileiros estão dispostos a buscar locais ainda poucos explorados dentro do país, visto que a segurança em viagens depois da crise sanitária é um ponto importante para os viajantes, além da incerteza em relação às incertezas envolvendo as viagens internacionais e o fechamento de fronteiras. Em virtude desses fatores, o Brasil está sendo mais valorizado pelos turistas.

Todos os dados do estudo sobre os hábitos de viagens dos brasileiros estão disponíveis no blog de Maxmilhas e podem ser acessados livremente.

Scroll Up