Vereadora Telma Gobbi morre, aos 62 anos, em Bauru

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A médica e vereadora Telma Gobbi (PP), de 62 anos, morreu no início da tarde desta quinta-feira (11) após ficar mais de uma semana internada em um hospital particular de Bauru (SP) em estado grave, com quadro de hemorragia cerebral.

A internação aconteceu na quarta-feira (3) da semana passada, dias depois de a vereadora receber um diagnóstico de linfoma. Desde então, não deixou a UTI em nenhum momento, onde permaneceu entubada e dependente de ventilação mecânica.

Segundo nota oficial de sua assessoria, o velório será restrito aos familiares por imposição da pandemia.

Telma Regina da Cunha Gobbi, nascida em 23 de dezembro de 1958, formou-se em 1984 pela Faculdade de Medicina de Vassouras (RJ) e sua especialidade era a endocrinologia. Ela deixa o marido, o médico cardiologista Paulo Francischone, e o filho Rodrigo.

Dra. Telma Gobbi, nome com o qual se apresentava na política, foi reeleita nas eleições de novembro de 2020 com a quarta melhor votação, obtendo 3.523 votos.

Em 2016, então pelo Solidariedade, também teve votação expressiva, ficando na sexta posição, com 3.033 votos. Sua primeira eleição, pelo PMDB, foi em 2012, quando também foi a sexta mais votada, com 3.846 votos.

A vaga de Telma Gobbi na Câmara de Vereadores de Bauru deve ser ocupada por Júlio César Aparecido de Souza, que se tornou o primeiro suplente do PP nesta quarta-feira (10) depois que uma decisão do TSE alterou a composição do Legislativo e garantiu duas cadeiras para o partido. A outra foi assumida também nesta quarta-feira por Júnior Lokadora.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes