Vaticano prende padre e leiga por suspeita de vazar documentos

O Vaticano anunciou nesta segunda-feira (2) que um padre e uma leiga foram presos no fim de semana sob suspeita de vazamento de documentos confidenciais, segundo a agência Reuters.

O Padre espanhol Lucio Anjo Vallejo Balda e a leiga Francesca Chaouqui integravam uma comissão que o Papa Francisco tinha criado para estudar reformas da Igreja.

Chaouqui foi liberada após aceitar cooperar com as investigações, de acordo com o  comunicado divulgado pelo Vaticano.

O padre, membro do Opus Dei, é secretário da Prefeitura para os Assuntos Econômicos. Já Chaouqui é consultora para a reforma econômica e organizacional da Santa Sé, no âmbito de uma investigação da Gendarmaria do Vaticano, segundo a agência France Presse.

Prisões acontecem poucos dias antes de dois autores italianos divulgarem livros que podem revelar novos elementos sobre escândalos do passado no Vaticano.

Fonte: G1

Scroll Up