Temporal provoca alagamentos e desabamento de imóvel em Bauru

A forte chuva que atingiu Bauru (SP) na tarde desta sexta-feira (17) provocou uma série de alagamentos em pontos já “tradicionais” para esse tipo de evento, como avenidas Nações Unidas e Nuno de Assis, onde o Rio Bauru encheu e transbordou. Segundo a Defesa Civil, em 40 minutos choveu 71 mm.

Dois locais na região central também sofreram com alagamentos e enxurrada. O mais grave foi na Praça Machado de Mello, onde fica Estação Ferroviária, com vários carros cobertos pela água.

 Temporal provoca alagamentos em várias regiões de Bauru — Foto: Arquivo pessoal
Temporal provoca alagamentos em várias regiões de Bauru (Foto: Arquivo pessoal)

O Calçadão da Batista de Carvalho também “virou um rio”, com a enxurrada tomando toda a área dedicada aos pedestres.

Ainda na região central, parte de um imóvel abandonado desabou na quadra 2 da Rua Cussy Júnior. Segundo os bombeiros, o desabamento foi sem vítimas.

Na Avenida Nações Unidas, embaixo do pontilhão da ferrovia, um ônibus ficou parado no meio da água e os passageiros precisaram ser retirados com ajuda da Defesa Civil.

Já na Rua Venezuela, parte do muro de um condomínio caiu. A área foi isolada e ninguém se feriu. A Rua Guatemala virou praticamente um rio.

Na Quinta da Bela Olinda, onde o Departamento de Água e Esgoto (DAE) fazia obras de redes de esgoto, algumas ruas, como Horácio Pires e João Garcia Vilar, foram tomadas pela lama.

Logo após o fim da forte chuva, a prefeitura informou que suas equipes iniciaram o trabalho de limpeza das áreas que ficaram alagadas.

Parte de imóvel abandonado na Rua Cussy Júnior não resistiu à força da chuva — Foto: Reprodução/TV TEM
Parte de imóvel abandonado na Rua Cussy Júnior não resistiu à força da chuva (Foto: Reprodução/TV TEM)

Uma equipe da Secretaria das Administrações Regionais realizou a limpeza da terra acumulada pela enxurrada na Praça Machado de Melo e outra equipe percorreu a Avenida Nações Unidas retirando pedras e tampas de boca de lobo da pista.

As galerias da Avenida Daniel Pacífico no Córrego da Grama e no Residencial Pinheirinho suportaram bem o grande volume de água, sem nenhum tipo de problema. A erosão no Jardim Rosa Branca/Prudência se manteve estável e está sendo monitorada pela prefeitura.

Segundo a prefeitura, apesar dos alagamentos na Nações Unidas, Nuno de Assis, Rua Alfredo Maia, Avenida Comendador José da Silva Martha, Praça Machado de Melo, Rua Aparecida e a queda de parte do imóvel abandonado, não foram registrados danos maiores.

Rua Horácio Pires na Quinta da Bela Olinda, foi tomada pela lama — Foto: Arquivo pessoal/Ingid Simões
Rua Horácio Pires na Quinta da Bela Olinda, foi tomada pela lama (Foto: Arquivo pessoal/Ingid Simões)

Fonte: G1