Sonda espacial chinesa captura imagens de toda a superfície de Marte; veja fotos

A agência espacial chinesa divulgou, nesta semana, imagens de Marte capturadas pela sonda Tianwen-1.

As fotos cobrem toda a superfície do planeta e incluem imagens de seu polo sul, onde ficam quase todos os recursos hídricos marcianos.

Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) em 29 de junho de 2022. — Foto: CNSA/Handout via Reuters
Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) (Foto: CNSA/Handout)

Para conseguir as capturas, a sonda teve que dar a volta em Marte mais de 1,3 mil vezes desde o ano passado, segundo a mídia estatal chinesa.

Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) em 29 de junho de 2022. — Foto: CNSA/Handout via Reuters
Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) (Foto: CNSA/Handout)

A Tianwen-1 chegou ao planeta vermelho em fevereiro de 2021, na missão inaugural da China em Marte. Um robô foi deixado na superfície marciana, enquanto um orbitador examinava o planeta do espaço.

As imagens feitas pela sonda Tianwen-1 incluem fotografias do desfiladeiro Valles Marineris, de 4 mil km, e crateras de impacto no planalto no norte de Marte, conhecidas como Arabia Terra.

Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) em 29 de junho de 2022. — Foto: CNSA/Handout via Reuters
Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) (Foto: CNSA/Handout)

A Tianwen-1 também enviou imagens de alta resolução da borda da vasta cratera Maunder, além de uma visão de cima para baixo do Ascraeus Mons,, um grande vulcão-escudo de 18 mil metros detectado pela Nasa há mais de 50 anos.

Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) em 29 de junho de 2022. — Foto: CNSA/Handout via Reuters
Imagem de Marte tirada pela sonda chinesa não tripulada Tianwen-1, divulgada pela Administração Nacional do Espaço da China (CNSA) (Foto: CNSA/Handout)

Fonte: Yahoo!