Sobre a Covid: Existem óbitos “de”. Existem óbitos “com” – por Lourival Panhozzi

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Existem muitos comunicados de óbitos onde a Covid-19 é gravada no atestado, sem contudo ter sido a causa determinante. Da mesma forma que existem casos onde ela é o elemento que ordenou todo processo que causou o óbito.

Mesmo assim, sempre que Covid-19 compõe o conjunto de causas, se anuncia que a pessoa morreu de Covid-19, sem especificar a relação direta, muito menos esclarecer se somente as outras causas, sozinhas, já não seriam suficientes para o falecimento do paciente.

Quem ninguém distorça este texto. A Covid-19 é uma realidade. Precisa ser combatida.

Precisamos ter a consciência de que cabe a cada um agir para vencê-la, que nenhuma autoridade ou norma poderá conter sua progressão sem a adesão de todos. Mas se tem algo que não precisamos é gerar medo e pânico, nem usar as informações para chancelar a tese ou a defesa política / comercial / pessoal de quem quer que seja.

A Covid-19 vai ser vencida. Não pela propaganda, nem pela vacina. Vai ser vencida por que somos mais fortes e determinados que o vírus, porque temos um instinto natural de sobrevivência, que nos faz lutar pela vida, bem como a inteligência de desenvolver os meios e adotar as atitudes certas, para alcançarmos a vitória.

A professora Lúcia Helena Galvão ensina que devemos queimar navios. Queimar navios significa: “Não há retorno para um patamar anterior, não adianta medos ou nostalgias. É daqui para frente…..”

2020 vai acabar. Nós vamos vencer, por nós, pelos que amamos e partiram, por aqueles que amamos e queremos proteger. Os meios o TODO já disponibilizou e ensinou. Vamos nos organizar como humanidade e colocar em prática.

Lourival Panhozzi, articulista do Jornal Leia Notícias, é Presidente da ABREDIF (Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário)

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes