Sem Arboleda e Rigoni, Ceni deve mudar esquema e abrir espaço a meias e atacantes no São Paulo

O técnico Rogério Ceni deve mudar novamente o esquema tático nos próximos jogos do São Paulo pelo Campeonato Brasileiro. Isso porque o time não contará com Arboleda, convocado pela seleção do Equador para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

O 3-5-2 deve dar espaço novamente ao 4-4-2, abrindo assim espaço para que jogadores do meio de campo e do ataque ganhem a possibilidade de disputarem uma vaga para a partida da próxima quarta-feira, às 21h30, contra o Fortaleza, no Castelão.

Sem Arboleda, Ceni deve manter Miranda e Léo como zagueiros e continuar com os laterais Orejuela, na direita, e Reinaldo, na esquerda. Bruno Alves, que poderia ser um terceiro zagueiro, não vem sendo utilizado.

Assim sendo, o meio de campo são-paulino deve ganhar uma nova peça. Rodrigo Nestor e Benítez são aqueles que despontam como favoritos a ganhar uma chance no próximo compromisso.

Eles começaram no banco de reservas no último domingo, na derrota por 1 a 0 para o Bahia, mas entraram no segundo tempo do confronto. Benítez foi quem mais se destacou com chutes de fora da área e cruzamentos.

Outra possibilidade seria povoar ainda mais o ataque, mas isso se torna pouco provável diante da ausência de Emiliano Rigoni, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Caso Ceni opte por utilizar uma formação com três atacantes, Marquinhos é quem pode ser esse terceiro jogador para atuar ao lado de Calleri e Luciano.

Os treinos que antecedem a partida contra o Fortaleza serão realizados no Ceará. Ceni optou por essa logística para diminuir o desgaste dos jogadores com a viagem longa ao Nordeste.

Até lá, o treinador terá a possibilidade de testar formações para colocar novamente o São Paulo próximo de uma vaga para a próxima Libertadores. Com a derrota para o Bahia, o Tricolor estacionou nos 37 pontos e caiu para a 14ª colocação.

Fonte: G1 – Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Scroll Up