Seleção brasileira mira novo recorde e pode colocar pé na Copa do Catar em rodada tripla

Líder das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 com 100% de aproveitamento, a seleção brasileira se prepara para a rodada tripla de setembro de olho em um novo recorde e já fazendo as contas para garantir a vaga no Mundial do Catar.

Caso vença o Chile, em duelo nesta quinta-feira, em Santiago, o Brasil chegará a sete vitórias consecutivas, arrancada nunca antes obtida num início de Eliminatórias.

Até hoje, o melhor começo da Seleção foi em 1969, quando as “Feras de Saldanha” ganharam todos os seis duelos disputados – a competição tinha outro formato, em grupos. A equipe de Tite igualou essa marca, mas pode ultrapassar no jogo na capital chilena.

Mas, embora valorizem as marcas conquistadas, o foco de Tite, comissão técnica e jogadores está em assegurar logo um lugar na Copa. E o histórico mostra que isso pode estar próximo.

Desde que as Eliminatórias passaram a ser disputadas em sistema de pontos corridos, com todos contra todos, a “nota de corte” mais alta para se classificar a um Mundial sem necessidade de repescagem foi 30 pontos – número alcançado pelo Paraguai, antes da Copa de 2002.

A Seleção tem 18 pontos e chegará a 27 caso vença os três duelos deste mês – além de Chile, o Brasil pega Argentina e Peru. Assim, estará muito perto de carimbar o passaporte para o Catar.

Veja abaixo a pontuação dos quartos colocados das Eliminatórias no sistema de pontos corridos:

  • 2018: Colômbia – 27 pontos
  • 2014: Equador – 25 pontos (Brasil não disputou, por ser sede)
  • 2010: Argentina – 28 pontos
  • 2006: Paraguai – 28 pontos
  • 2002: Paraguai – 30 pontos
  • 1998: Chile – 25 pontos (Brasil não disputou, por ser o último campeão)

Tite e sua equipe evitam fazer contas, nem trabalham com um “número mágico” que garanta a vaga, mas sabem que a classificação antecipada pode trazer benefícios, como a oportunidade de fazer observações e testar alternativas para a Seleção nas rodadas finais da competição.

Depois desta janela de setembro, restarão mais nove jogos das Eliminatórias. Em 2021, o Brasil ainda deve fazer pelo menos mais seis amistosos antes da Copa do Mundo do Catar.

Fonte: G1 – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Scroll Up