Seis pessoas morrem em incidente com arma de fogo em Plymouth, no Reino Unido

Seis pessoas morreram em um incidente envolvendo arma de fogo no final da tarde desta quinta-feira (12) em Plymouth, no Reino Unido, segundo a polícia de Devon e Cornwall, incluindo o autor dos disparos.

Entre os mortos está uma criança de menos de dez anos de idade. Mais duas pessoas foram baleadas, mas não correm risco de vida.

Um porta-voz informou que dois homens e duas mulheres já estavam mortos quando os serviços de emergência chegaram ao local, além do autor do crime. Mais tarde, outra mulher que tinha sido transportada ferida a um hospital também faleceu.

A causa do incidente ainda está sendo investigada, mas qualquer conexão com terrorismo está descartada.

A polícia pediu que pessoas que tenham registrado imagens do local não compartilhem vídeos e fotos em redes sociais.

Policiais e ambulâncias atenderam a um chamado em Biddick Drive, na área de Keyham, às 18h12, e ambulâncias aéreas também foram acionadas para remover vítimas.

A secretária do Interior do Reino Unido, Priti Patel, postou uma mensagem na qual diz que seus pensamentos estão com as pessoas afetadas. “O incidente em Plymouth é chocante”, escreveu ainda.

Armas de fogo são raras

O porte de armas de fogo no Reino Unido é bastante restrito desde uma alteração na legislação sobre o tema, em 1996. A reforma aconteceu após um homem invadir uma escola em Dumblane e matar 17 pessoas, entre crianças e professores.

Para conseguir o porte de uma arma de fogo, o interessado passa por um longo e caro processo que inclui um requerimento no departamento de polícia local, uma carta de apresentação, referências e, em alguns casos, consultas médicas, de acordo com a BBC.

Em 2016, apenas 7% dos homicídios no país foram cometidos com armas de fogo, comparados com 59% nos EUA. Naquele mesmo ano, havia 6,7 armas a cada 100 habitantes no Reino Unido, e 101 para 100 nos Estados Unidos.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up