Secretaria de Turismo destina mais de R$ 15 milhões para obras de interesse turístico na Baixada Santista

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

No primeiro trimestre do ano, o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur) destinou R$ 43,9 milhões do Fundo de Melhoria das Estâncias para diversas cidades do estado. A Baixada Santista recebeu R$ 15,2 milhões. 

Dos 75 municípios contemplados, Santos ficou com o maior repasse: R$ 9,8 milhões. O valor é destinado a intervenções como a reforma do Teatro Coliseu (patrimônio cultural da cidade construído em 1909), a restauração do Centro Cultural Patrícia Galvão, a restauração da Casa do Trem Bélico, a inauguração do Centro Integrado de Monitoramento Urbano, a requalificação urbana da Av. Washington Luiz e para obras de melhoria e drenagem urbana.  

Praia Grande recebeu o segundo maior repasse do trimestre. Foram R$ 3,9 milhões para  a revitalização dos centros expandidos dos bairros Ocian e Boqueirão – previstos para inaugurar ainda este ano – e para a modernização da Praça do Artesanato.  

Com o repasse de R$ 1,2 milhão, o Guarujá dará continuidade às obras de acesso e sinalização no Mirante do Morro da Campina, de requalificação de vias no bairro Jardim Tejereba e de construção de diversas rampas de acessibilidade. Desde 2016, reestruturações turísticas da orla marítima vêm ocorrendo no Guarujá, totalizando R$ 3,2 milhões em repasses do Dadetur. 

Itanhaém recebeu até o momento R$ 200 mil para a urbanização de diversas vias públicas de interesse turístico. Nos últimos anos, a cidade vem recebendo repasses para a construção de um Parque Turístico localizado no bairro Guaraú, no valor de R$ 1,6 milhão.  

Dois outros municípios da Baixada não contemplados neste repasse trimestral também possuem obras em andamento subsidiadas pelo Fundo de Melhoria das Estâncias. É o caso de Peruíbe, com obras de estruturação das vias de interesse turístico, reurbanização e recuperação da Estrada do Guaraú e reforma da Praça Albano Ferreira, e São Vicente, com R$ 1,5 milhão aplicados na urbanização do Itararé.  

Os recursos do Dadetur são destinados a obras de melhoria de fluxo ou revitalização/construção de equipamentos públicos de interesse turístico. “Os repasses ajudam na manutenção das atividades econômicas e na preservação dos empregos regionais, principalmente na construção civil, tornando os destinos aptos a receber mais visitantes”, conclui Vinicius Lummertz, secretário de turismo do estado de São Paulo. 

423 obras —Atualmente estão em execução 423 obras nas 210 cidades – 70 estâncias e 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs).  

Além da Baixada Santista, os municípios famosos pelas águas termais, localizados na região de Campinas, também terão obras importantes concluídas em 21. Destaque para a reforma do Balneário Municipal de Águas de Lindóia, para a criação de um novo parque de entrada no município de Águas de São Pedro e para a reativação do Teleférico de Pedreira. 

Já na região de São José dos Campos, onde a obras somam mais de R$ 31 milhões, os destaques são a construção do Mirante da Revolução Constitucionalista, em Areias, a implantação do Complexo Turístico Mirante do Camaroeiro, em Caraguatatuba, além da criação de um Centro Turístico e de Eventos em São José do Barreiro.  

O Mirante do Camaroeiro, em Caraguatatuba, é uma das obras que deve ser inaugurada em 2021

Secretaria de Turismo do Estado de SP

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes