17 de julho, 2024

Últimas:

São Paulo vence o Botafogo-SP e avança no Paulistão como líder do Grupo B

Anúncios

O São Paulo venceu o Botafogo-SP de virada na tarde deste domingo, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, por 3 a 1. O Tricolor começou mal a partida, mas embalou na etapa final para conquistar a vitória e garantir a liderança do grupo B no Campeonato Paulista.

Com o triunfo, a equipe de Rogério Ceni agora soma 23 pontos na ponta de sua chave, enquanto o Água Santa, segundo colocado, tem a mesma pontuação, mas perde no quesito saldo de gols. Desta forma, o time do Morumbi jogará as quartas de final e, possivelmente, a semifinal (se avançar) sob seu mando de campo.

Anúncios

Isso porque o resultado também colocou o São Paulo à frente do Corinthians na classificação geral do Paulistão. O Timão acumula 22 pontos, na ponta do grupo C.

Do outro lado, o Botafogo-SP avançou à fase de mata-mata mesmo com o revés. Caso fosse derrotado, o Pantera precisaria contar com um tropeço do Santos diante do Ituano, em Itu, o que acabou acontecendo. O Peixe perdeu por 3 a 0 e não alcança mais a equipe de Ribeirão Preto na segunda posição do grupo A. O líder da chave é o Bragantino, com 20 pontos.

Anúncios

Em campo, mais uma vez destaque para Galoppo. O argentino marcou gol de pênalti no segundo tempo e igualou Róger Guedes, do Corinthians, como artilheiro do Estadual, com oito tentos. Os outros gols foram anotados por Luan e Juan. Orejuela, Welington e David também retornaram às ações após se recuperarem de suas respectivas lesões.

O São Paulo, portanto, encara nas quartas de final o Água Santa. Data e horário ainda não foram definidos, mas uma coisa é certa: o Tricolor não terá à disposição o Morumbi. O estádio se prepara para receber shows da banda Coldplay e não poderá ser utilizado. Já o Botafogo-SP enfrenta o Bragantino na primeira etapa da eliminatória.

O São Paulo ameaçou um pressão nos instantes iniciais da partida, mas levou um banho de água fria com dois minutos no relógio, quando o Botafogo-SP abriu o placar. Nathan impediu a bola de sair pela lateral, mas a entregou de presente para Luiz Henrique, que cruzou para Robinho cabecear no fundo das redes, entre a dupla de zagueiros são-paulina.

O Tricolor, então, posicionou seu time no campo de ataque e tentou abafar o adversário. A primeira boa oportunidade só foi pintar aos 16, quando Nestor cruzou na área e a bola sobrou para Luciano. O atacante bateu no gol, o goleiro espalmou, mas a equipe não conseguiu aproveitar o rebote.

Já aos 23 minutos, Luan pegou sobra na entrada da área e acertou um belo chute, no ângulo, mas o goleiro se esticou e mandou para escanteio. Com 26, Galoppo avançou pela direita e bateu cruzado. Matheus defendeu, mas deixou a bola viva na área. Luciano tentou empurrar para o gol de carrinho, mas foi bloqueado pelo goleiro.

O jogo foi interrompido aos 30 minutos para uma hidratação, devido ao forte calor em Ribeirão Preto. Na primeira meia hora, o São Paulo melhorou e ficou mais com a bola, mas ainda era pouco criativo. As melhores chances surgiram pelas laterais, com os avanços de Nathan e Caio Paulista.

Galoppo voltou a levar perigo a favor do São Paulo aos 39 minutos, arriscando direto para o gol em cobrança de falta, mas a bola passou por cima. Aos 35, Caio Paulista chegou à linha de fundo e colocou na área. Luciano tentou de letra, mas a zaga afastou a tentativa.

Do outro lado, o Botafogo-SP se portou muito bem e não deixou o Tricolor criar chances claras de gol. O São Paulo terminou a etapa inicial com mais de 70% da posse de bola, mas, na maioria das vezes, trocou passes de um lado para o outro.

Pressionado pelo resultado, o São Paulo acelerou na volta do intervalo e quase marcou em duas oportunidades: na primeira, com menos de um minutos, Nestor acionou David, que dominou já invadindo a área, bateu de três dedos e balançou as redes pelo lado de fora. Na outra, aos dois, Nestor emendou uma bomba da meia-lua e viu a bola explodir no travessão.

Após muito tentar, o São Paulo enfim chegou ao empate com 15 minutos. Welington levou até a linha de fundo e cruzou para a área. A zaga do Botafogo-SP afastou, mas Luan, sem deixar a bola pingar, matou no peito e acertou um belo chute para igualar o marcador: um golaço!

O time seguiu impondo seu ritmo e não deixava o Pantera incomodar. Aos 26, Welington avançou pela esquerda e foi derrubado na área. Após recomedação do VAR, a árbitra Edina Alves assinalou a penalidade. Na cobrança, Galoppo não perdoou e colocou a bola no canto oposto ao do goleiro: 2 a 0.

Ainda deu tempo do Tricolor marcar mais um, aos 35, com o jovem atacante Juan. O garoto completou de cabeça o cruzamento perfeito de Nestor, em cobrança de escanteio, e ampliou a vantagem do time na partida. A equipe quase anotou o quarto, aos 46. Welington cruzou para David, que chegou batendo, mas viu o goleiro fazer grande defesa.

BOTAFOGO-SP 1 X 3 SÃO PAULO

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 5 de março de 2023, domingo
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Edina Alves Batista
Assistentes: Neuza Inês Back e Daniel Luís Marques
VAR: José Claudio Rocha Filho
Cartões amarelos: Matheus Albino e Tárik (Botafogo-SP); Galoppo (São Paulo).

GOLS: Robinho, aos 2′ do 1T (Botafogo-SP); Luan, aos 15′ do 2T (São Paulo); Galoppo, aos 30′ do 2T (São Paulo); Juan, aos 35′ do 2T (São Paulo).

BOTAFOGO-SP: Matheus Albino; Vidal, Gustavo Henrique, Diogo Silva e Jean; Tárik (Marcos Júnior), Fillipe Soutto, Gustavo Xuxa (Mantuan) e Luiz Henrique (Caio Dantas); Robinho (Edson Carioca) e Osman (Guilherme Madruga).
Técnico: Adilson Batista

SÃO PAULO: Rafael; Nathan (Juan), Pablo Maia, Alan Franco e Caio Paulista (Welington); Luan (Jhegson Méndez), Rodrigo Nestor e Galoppo; Wellington Rato (Orejuela), Alisson (David) e Luciano.
Técnico: Rogério Ceni

Fonte: Yahoo!Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Talvez te interesse

Últimas

Através da geração de mais de 100 empregos diretos e indiretos, o empreendimento da Learn Empreendimentos e Participações S.A busca...

Categorias