São Paulo monitora Soteldo e sonha com investidor

O São Paulo tem como prioridade contratar um atacante driblador para reforçar o time de Rogério Ceni. O venezuelano Soteldo entrou no radar tricolor, mas no Morumbi há pouca esperança em trazê-lo de volta ao Brasil.

Dirigentes tricolores admitem a possiblidade de contratar Soteldo apenas com a ajuda de algum parceiro.

As cifras envolvidas no negócio estão longe das possibilidades do clube, que neste ano se aproximou dos R$ 700 milhões em dívidas.

Soteldo é um dos principais destaques da seleção venezuelana — Foto: Edilzon Gamez/Getty Images
Soteldo é um dos principais destaques da seleção venezuelana (Foto: Divulgação)

O São Paulo fez contato com o Toronto, onde Soteldo joga atualmente, ao saber que o clube canadense queria emprestar o atleta. A resposta, porém, foi diferente: um empréstimo estava descartado, e apenas uma venda dos direitos do venezuelano é considerada.

Soteldo foi contratado pelo Toronto em abril. À época, os canadenses pagaram o equivalente a R$ 34 milhões pelo jogador do Santos.

A informação que os dirigentes do São Paulo têm, também, é de que os salários do atacante são altos, fora das condições do clube.

No Morumbi, porém, ainda há esperança.

Além da possibilidade de encontrar um investidor, o clube monitora a possível contratação do italiano Insigne pelo Toronto.

Segundo as regras da MLS, a liga dos EUA e Canadá, cada equipe pode ter três atletas com salários acima do teto, sendo Soteldo um deles. Para a chegada de Insigne, alguém precisa sair.

Os veículos europeus, entretanto, apontam que o italiano só deve desembarcar no Canadá em junho, quando termina seu contrato com o Napoli.

Além de Soteldo, o São Paulo já fez proposta para Douglas Costa, que ocuparia posição semelhante.

Assim como o atacante da Venezuela, o jogador do Grêmio também tem alto custo. Ele tem uma proposta em mãos, mas avisou que só irá analisar na primeira semana de janeiro.

Fonte: G1