São Paulo empata com Ceará no Morumbi pelo Brasileirão

O São Paulo perdeu a chance de assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro neste sábado. Recebendo o Ceará, no Morumbi, pela oitava rodada da competição, o time comandado por Rogério Ceni fez um grande primeiro tempo, mas caiu de rendimento na etapa complementar e teve de se contentar com o empate em 2 a 2. Calleri e Nestor marcaram os gols dos donos da casa. Cléber e Mendoza balançaram as redes para o Vozão.

Com o resultado, o São Paulo somou apenas um ponto, subindo da terceira para a segunda colocação. Entretanto, com o complemento da rodada neste domingo, o time pode acabar deixando o G4, dependendo dos resultados de Palmeiras, Atlético-MG, Botafogo, entre outros.

O empate também deu fim à sequência de vitórias do São Paulo no estádio do Morumbi. O Tricolor vinha de 11 triunfos consecutivos em sua casa e poderia igualar a maior série de sua história, que é de 12 resultados positivos, alcançada em 2015.

O São Paulo volta a entrar em campo no próximo sábado, quando visita o Avaí, na Ressacada. Já o Ceará terá pela frente o clássico atrasado contra o Fortaleza, válido pela terceira rodada, na próxima quarta-feira.

O São Paulo precisou se apenas sete minutos para abrir o placar no Morumbi. Calleri completou de cabeça o belo cruzamento de Rafinha e não deu chances para o goleiro do Ceará, marcando seu oitavo gol em oito jogos no Campeonato Brasileiro.

Pouco depois, Calleri balançou as redes pela segunda vez, aproveitando a sobra da disputa de bola entre Luciano e o zagueiro do Ceará para bater de primeira e marcar um golaço, mas o árbitro não validou por causa de um toque de mão de André Anderson na origem da jogada.

Não satisfeito, Calleri ainda marcou seu terceiro gol no jogo ao interromper a trajetória da bola após chute de Luciano com um desvio providencial, mas estava um pouco à frente da linha defensiva do Ceará, e o árbitro, acertadamente, sinalizou o impedimento do camisa 9 tricolor.

Mesmo dominado a partida, o São Paulo acabou castigado na reta final do primeiro tempo. Arboleda errou passe na saída de bola, e Cléber recebeu ótima bola na entrada da área, saindo cara a cara com o goleiro e tocando na saída de Jandrei, empatando o jogo no Morumbi.

Mas, antes do intervalo, o Tricolor ainda teve tempo para retomar a vantagem. Calleri, desta vez, resolveu contribuir com uma assistência, recebendo de costas para o gol e ajeitando para Rodrigo Nestor, que soltou a bomba da entrada da área, no cantinho, para marcar o segundo gol do São Paulo na partida.

O São Paulo quase sofreu novo empate logo no início da etapa complementar. Vina recebeu com muita liberdade, invadiu a área e tocou na saída de Jandrei, que conseguiu fazer a defesa. No rebote, Igor Gomes afastou o perigo para salvar os donos da casa.

O Tricolor respondeu com Reinaldo, que foi conduzindo a bola até a entrada da área e soltou a bomba. O goleiro João Ricardo fez a defesa, mas espalmou para frente, dando rebote para Eder, que completou de cabeça, mas o arremate saiu fraco.

O Ceará voltou a levar perigo aos 21 minutos. Em cobrança de falta pela esquerda, o time adversário alçou a bola na área, e Iury Castilho completou de cabeça, tirando tinta da trave esquerda de Jandrei.

Mas, de tanto insistir, o Ceará acabou empatando novamente a partida aos 27 minutos. Após cobrança de escanteio pela direita, Matheus Peixoto desviou, e Mendoza, no segundo pau, completou para o fundo das redes. Inicialmente o bandeirinha havia marcado impedimento, mas, após revisão do VAR, o gol foi validado.

Antes do apito final, o São Paulo ainda teve uma última chance de garantir a vitória em chute de longa distância de Pablo Maia, que soltou a bomba, no ângulo, mas a bola passou a centímetros do travessão de João Ricardo. Assim, coube ao Tricolor se conformar com o tropeço no Morumbi.

SÃO PAULO 2 X 2 CEARÁ

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 28 de maio de 2022, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa-RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Luanderson Lima dos Santos (BA)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Público: 32.977 torcedores
Renda: R$ 1.413.274,00

Gols: Calleri, aos 7 do 1ºT, Rodrigo Nestor, aos 41 do 1ºT (São Paulo); Cléber, aos 36 do 1ºT, Mendoza, aos 27 do 2ºT (Ceará)
Cartões amarelos: Lucas Ribeiro, Richardson, Mendoza (Ceará); André Anderson, Igor Gomes, Rafinha (São Paulo)
Cartão vermelho: Igor Gomes (São Paulo)

SÃO PAULO: Jandrei; Diego Costa, Arboleda e Léo; Rafinha (Igor Vinícius), Igor Gomes, Nestor (Pablo Maia), André Anderson (Eder) e Reinaldo (Welington); Luciano (Rigoni) e Calleri.
Técnico: Rogério Ceni.

CEARÁ: João Ricardo; Michel (Nino Paraíba), Gabriel Lacerda, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Lucas Ribeiro (Vina), Richardson e Wescley (Mendoza); Lima, Cléber (Matheus Peixoto) e Iury Castilho (Victor Luís).
Técnico: Dorival Jr.

Fonte: Yahoo!Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net