São Paulo é derrotado pelo Bragantino e segue sem vencer no Paulistão

Red Bull Bragantino e São Paulo protagonizaram um grande jogo de futebol na noite desta quinta-feira, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, pela terceira rodada do Paulistão. Em uma partida cheia de reviravoltas, os donos da casa acabaram levando a melhor por 4 a 3. Os gols do time do interior foram marcados por Artur, Alerrandro, Hyoran e Gabriel Novaes, formado em Cotia. Alisson, Igor Vinícius e Calleri balançaram as redes para o Tricolor.

O São Paulo continua sem vencer no Campeonato Paulista, apesar de o time ter apresentado uma melhora em relação às duas primeiras rodadas, sobretudo no segundo tempo. O que pesou em Bragança Paulista foi a desatenção dos comandados de Rogério Ceni em lances capitais.

O Tricolor volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Santo André, no Morumbi, às 19h (de Brasília). Já o Red Bull entra em ação neste domingo, contra a Ferroviária, às 20h30, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

O Red Bull Bragantino abriu o placar logo aos 11 minutos de jogo. Na saída de bola do São Paulo, Miranda cometeu falha grotesca e acabou desarmado por Artur, que invadiu a área e bateu no cantinho, sem chances para Tiago Volpi.

Apesar de não conseguir se impor, o Tricolor conseguiu chegar ao empate em jogada de bola parada. Após cobrança de escanteio, Miranda desviou no primeiro pau, e Alisson completou para o fundo das redes. O assistente marcou impedimento do meia-atacante do São Paulo, mas, após revisão do VAR, o gol de empate foi confirmado.

Animado com o gol, o time comandado por Rogério Ceni tentou marcar presença no ataque de forma mais efetiva a partir de então, mas seguia tendo dificuldades para evoluir no último terço do campo. O Red Bull Bragantino, por sua vez, encontrava espaços para progredir com mais naturalidade.

Antes de as equipes irem para o intervalo, os donos da casa foram premiados por sua competência. Aos 40 minutos, o Red Bull Bragantino retomou a vantagem com uma bela jogada. Hyoran recebeu lançamento e, de cabeça, deu uma linda assistência para Alerrandro, dentro da área, bater firme, estufando as redes.

O São Paulo foi outro time no segundo tempo. Com três minutos de jogo, o Tricolor empatou com Igor Vinícius, que aproveitou o rebote do chute de Rigoni, da entrada da área, que carimbou a trave, para, de carrinho, deixar tudo igual em Bragança Paulista.

Quatro minutos depois, o São Paulo virou a partida com Calleri. Rigoni levantou na área, e o camisa 9 cabeceou de maneira certeira, sem chances para Cleiton, colocando o Tricolor pela primeira vez em vantagem no marcador.

Os comandados de Rogério Ceni seguiram agredindo o Red Bull Bragantino e por pouco não ampliaram em conclusões de Calleri. Mas, quem balançou as redes foram os donos da casa. Aos 17 minutos, Hyoran recebeu pela esquerda, na entrada da área, ajeitou e bateu no ângulo, sem chances para Tiago Volpi, colocando fogo na partida ao empatar novamente.

Antes do apito final, o Red Bull Bragantino ainda teve a chance de retomar a frente mais uma vez no jogo. Aos 30 minutos, Luan Cândido saiu cara a cara com Tiago Volpi, dentro da área, mas o goleiro são-paulino fechou o ângulo. Mais tarde, porém, o camisa 1 tricolor nada pôde fazer. Gabriel Novaes, com grande liberdade, completou de primeira o cruzamento pela esquerda para virar a partida e garantir a vitória para os donos da casa no Nabi Abi Chedid, fazendo prevalecer a famosa “lei do ex”, já que foi formado em Cotia e, inclusive, venceu a Copinha de 2019 pelo antigo clube.

RED BULL BRAGANTINO 4 X 3 SÃO PAULO

Local: estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Data: 3 de fevereiro de 2022, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Daniel Luis Marques e Bruno Silva de Jesus
VAR: Douglas Marques das Flores

Público total: 3.523 pessoas
Renda: R$ 163.720,00

Gols: Artur, aos 11 do 1ºT, Alerrandro, aos 40 do 1ºT, Hyoran, aos 17 do 2ºT, Gabriel Novaes, aos 41 do 2ºT (RB Bragantino); Alisson, aos 22 do 1ºT, Igor Vinícius, aos 3 do 2ºT, Calleri, aos 7 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Tiago Volpi, Igor Vinícius (São Paulo); Praxedes (Red Bull Bragantino)

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Hurtado), Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Luan Cândido; Eric Ramires, Praxedes (Luciano) e Hyoran; Artur, Helinho (Sorriso) e Alerrando (Gabriel Novaes).
Técnico: Maurício Barbieri

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Miranda e Reinaldo; Talles Costa (Igor Gomes) (Gabriel Neves), Nestor e Gabriel Sara; Rigoni (Nikão), Alisson (Marquinhos) e Calleri (Eder).
Técnico: Rogério Ceni.

Fonte: Yahoo!Foto: Denny Cesare/Agência Paulistão