Santos vence a Universidad Católica-EQU de virada pela Sul-Americana

Às vésperas do seu 110º aniversário, o Santos deu um bom presente para a sua torcida na noite desta quarta-feira. Atuando na Vila Belmiro, o Peixe derrotou a Universidad Católica-EQU por 3 a 2, de virada, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano conquistou o seu primeiro triunfo no torneio e foi a três pontos, na vice-liderança do grupo C, ao lado de Banfield, que encara o Unión La Calera nesta quinta. Já os equatorianos caíram para a lanterna, com um ponto.

O Santos volta a campo agora no domingo, às 11 horas (de Brasília), quando recebe o Coritiba, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Empurrado pela sua torcida, o Peixe iniciou a primeira etapa pressionando os rivais. Com isso, não demorou para a rede balançar. Com o relógio marcando apenas 15 minutos, Madson recebeu com liberdade pela direita e cruzou na medida para Jhojan Julio, que testou com precisão para abrir o placar.

Pouco tempo depois, quase saiu mais um. Lucas Pires foi acionado pela esquerda e cruzou forte para o meio da área. No meio do caminho, Cuero se esticou todo para afastar o perigo.

A partir de então, no entanto, os mandantes relaxaram na partida e passaram a dar muito espaço para os equatorianos criarem. Aos 24, Martínez finalizou da meia-lua e obrigou João Paulo a fazer boa defesa. Um minuto depois, nada impediu o empate. Após boa jogada coletiva, Martínez recebeu grande passe dentro da área e tocou na saída do goleiro para igualar.

Com o tento sofrido, o Alvinegro voltou a assustar. Lucas Pires encontrou Bryan Angulo livre na marca do pênalti. O atacante, entretanto, deixou a bola escapar e perdeu uma grande oportunidade.

E o gol perdido acabou custando caro. Isso porque, aos 42 minutos, saiu a virada da Universidad. Kevin Minda aproveitou a sobre na intermediária e soltou o pé para marcar um golaço.

Na volta do intervalo, o Santos seguiu vacilando. Com cinco minutos, Cortez aproveitou o passa errado de Zanocelo e soltou uma bomba na trave.

Com o susto, o Peixe tentou pressionar em busca do empate. Contudo, o time errou muitos passes e mostrou dificuldades para levar perigo. Aos 21, os torcedores até chegaram a vibrar, mas por pouco tempo. Após cobrança de escanteio, Bauermann ganhou no alto e testou no cantinho. Antes da bola entrar, porém, Angulo desviou em posição de impedimento e o gol foi anulado.

Na sequência, Lucas Pires cruzou na área, Ângelo desviou para trás e Léo Baptistão finalizou para fora. No lance seguinte, Madson recebeu bom cruzamento na área e testou pelo lado.

Já aos 32, a pressão enfim deu resultado. Baptisão foi derrubado na área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o próprio camisa 19 mandou para as redes e deixou tudo igual.

E o gol animou os mandantes, que seguiram em cima. Com o relógio marcando 39 minutos, Lucas Barbosa foi acionado na esquerda e cruzou com precisão para Angulo, que cabeceou forte para virar o placar.

Nos minutos finais, A Universidad esboçou uma pressão em busca de um tento salvador, mas não foi o suficiente para tirar a primeira vitória do Santos na Sul-Americana.

SANTOS 3 X 2 UNIVERSIDAD CATÓLICA-EQU

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 13 de abril de 2022, quarta-feira
Hora: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: José Argote (VEN)
Assistentes:
 Alberto Ponte (VEN) e Lubin Torrealba (VEN)
Cartões amarelos: Willian Maranhão (Santos), Cevallos, Mosquera, Facundo Martínez (U. Católica)

GOLS: Jhojan Julio, aos 14 do 1ºT, Léo Baptistão, aos 32 do 2ºT, e Angulo, aos 39 do 2ºT (Santos); Martínez, aos 25 do 1ºT, Minda, aos 42 do 1ºT (U. Católica-EQU)

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Bauermann e Lucas Pires; William Maranhão, Fernández (Pirani) e Ricardo Goulart (Léo Baptistão); Jhojan Julio (Lucas Barbosa), Angulo e Lucas Braga (Ângelo)
Técnico: Fabián Bustos

UNIVERSIDAD CATÓLICA-EQU: Cuero; Anangonó, Mosquera, Caicedo e Cortez (Rivas); Martínez, Minda, Alzugaray e Zamora (Cevallos); Ismael Díaz; Martínez (Ordóñez)
Técnico: Miguel Rondelli

Fonte: Yahoo! – Foto: Divulgação/Conmebol