28 de maio, 2024

Últimas:

Santos roda elenco, mas admite carência no meio-campo

Anúncios

O Santos vive uma carência em seu meio-campo e trabalha pelo retorno de Giuliano e Cazares no próximo jogo para resolver um problema que vem dando dor de cabeça ao técnico Fábio Carille. O comandante testou opções, rodou o elenco, mas não achou ninguém capaz de substituir a dupla.

Giuliano sofreu uma lesão na panturrilha e está fora do time desde 29 de janeiro. Ele é o principal responsável pelos gols do time, com dois marcados e uma assistência. Cazares seria seu substituto natural para a posição, mas torceu o tornozelo e também está fora desde o início do mês.

Anúncios

Sem eles, não há mais ninguém no elenco “construtor” de origem. Por isso, Carille foi obrigado a tirar algumas peças de posição e buscar soluções táticas para resolver o problema. Mesmo bem no Campeonato Paulista, o Peixe vive uma clara lacuna na posição.

Há dois jogos, Carille tenta insistir em Willian Bigode como um camisa 10. Contra o Novorizontino, o atacante, inclusive, começou jogando nessa função, chegando a se revezar com Otero pelo meio, mas com a clara obrigação de tentar dar criatividade ao time.

Anúncios

– Penso que Willian, pelo jogo que fez contra o São Paulo e pela movimentação contra o Novorizontino, com mais explicações, treinos sobre a posição pode dar respostas jogando com Morelos e Julio Furch. Os meias hoje são Giuliano e Cazares. No resto, precisamos achar alternativas de acordo com os rivais – analisou Carille.

Giuliano perdeu seis jogos do Santos. Já Cazares é desfalque há três partidas. Nonato, Otero e Willian Bigode foram testados na função e não convenceram.

Willian em treino do Santos na Vila Belmiro (Foto: Raul Baretta/Santos FC)

O outro teste feito por Carille foi com Nonato: ele foi titular contra o Mirassol na função de armação e não conseguiu corresponder às expectativas. Contra o Novorizontino, entrou na etapa final e mandou uma bola na trave, mas teve atribuições diferentes em campo. Segundo Carille, o jogador de 25 anos não gosta de “jogar de costas” e tem características diferentes de Giuliano e Cazares.

No mês passado, contra o Palmeiras, Carille poupou Giuliano na etapa final e usou Cazares aberto pela ponta. Com isso, testou uma formação de meio-campo com um tripé de volantes, com João Schmidt, Diego Pituca e Tomás Rincón. Não funcionou, Giuliano entrou no jogo e acabou se lesionando.

Sem opções, o Santos trabalha para ter, enfim, Cazares e Giuliano à disposição neste domingo, contra o São Bernardo, pela décima rodada do Paulistão, no Morumbis, às 11h (de Brasília).

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Pela primeira vez na América Latina, o encontro vai reunir líderes, autoridades e especialistas de todo mundo para debater temas...

Categorias