Santos é goleado pelo Flamengo na Vila Belmiro

O Santos vive um momento delicado. Neste sábado, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Peixe perdeu por 4 a 0 para o Flamengo, em casa, e chegou ao seu quinto jogo seguido sem vitória na temporada. Gabigol anotou três e o estreante Andreas Pereira fechou a conta.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano estacionou nos 22 pontos, na 11ª colocação. O time, no entanto, pode desder até o 13º lugar caso os seus rivais vençam na rodada. O Rubro-Negro, por sua vez, pulou para quarto, com 31.

O Santos volta a campo agora no sábado, às 21 horas (de Brasília), contra o Cuiabá, fora de casa. O Flamengo, por sua vez, só volta a atuar no dia 11 de setembro, quando visita o Palmeiras. Isso porque os cariocas tiveram o seu jogo da próxima rodada, diante do Atlético-GO, adiado por conta da data Fifa.

A primeira etapa começou quente na Vila Belmiro. Os anfitriões até dominavam a posse de bola, mas eram os visitantes que levavam mais perigo. Com o relógio marcando dois minutos, Isla foi acionado pela direita e cruzou na medida para Everton Ribeiro, que emendou um forte chute para a boa defesa de João Paulo. Aos 17, o goleiro alvinegro brilhou mais uma vez. Após ótimo cruzamento de Diego, Gabigol chegou batendo de primeira, obrigando o arqueiro a fazer difícil intervenção à queima roupa.

Do outro lado, o Peixe contou com dois lances individuais de Gabriel Pirani para responder. Na primeira tentativa, o garoto carregou até a meia-lua e soltou uma bomba por cima da meta. Na sequência, em mais uma arrancada, o meia viu a sua finalização ser desviada pela linha de fundo.

Já aos 35 minutos, o Rubro-Negro voltou a assustar, dessa vez com Diego, em cobrança de falta da intermediária. Atento, João Paulo voou para espalmar.

Já na volta do intervalo, nada impediu o gol do Flamengo. Aos cinco minutos do segundo tempo, Wagner Leonardo vacilou no domínio da bola, perdeu para Michael e puxou o atacante dentro da área. O árbitro, então, marcou pênalti. Na cobrança, Gabigol estufou as redes e abriu o placar.

Em desvantagem, o Santos partiu para cima. Aos nove, Sánchez teve uma boa chance, em cobrança de falta da entrada da área, mas exagerou na força e mandou por cima. Dez minutos depois, Madson recebeu cruzamento na segunda trave e testou com perigo.

A resposta dos cariocas, entretanto, foi fatal. Aos 25, Arrascaeta fez linda jogada no meio de campo e entregou para Thiago Maia, que lançou Michael em velocidade pela ponta esquerda. O atacante invadiu a área e rolou para Gabigol, que só teve o trabalho de completar para ampliar.

Na sequência, o camisa 9 teve uma grande oportunidade de anotar mais um. Matheuzinho arrancou pela direita e cruzou na medida para o centroavante, que chegou batendo de primeira para uma incrível defesa de João Paulo.

Um minuto depois, porém, o goleiro falhou. Matheuzinho arriscou rasteiro da entrada da área, o arqueiro rebateu para o meio da área, e Gabigol não perdoou, anotando o seu hat-trick.

O Santos até tentou reagir, com um chute no travessão de Gabriel Pirani, mas quem voltou a balançar as redes foram os visitantes. Pirani errou na saída de bola e deu um presenta para o estreante Andreas Pereira, que havia acabado de entrar. Cara a cara com JP, o meia só deu um toque por baixo para fechar a conta na Vila Belmiro.

SANTOS 0 x 4 FLAMENGO

Data: 28 de agosto de 2021 (sábado)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Rodolpho Toski Marques (PR)
Cartões amarelos: Sánchez, Robson, Fernando Diniz, Felipe Jonatan e Jean Mota (Santos); Isla, Diego, Bruno Viana e Gustavo Henrique (Flamengo)

GOLS: Gabigol, aos 6, aos 25 e aos 34 do 2ºT, e Andreas Pereira, aos 38 do 2ºT (Flamengo)

SANTOS: João Paulo, Madson, Robson, Wagner Palha e Felipe Jonatan; Camacho, Jean Mota (Ivonei), Gabriel Pirani e Carlos Sánchez (Luiz Henrique); Lucas Braga (Marcos Guilherme) e Marcos Leonardo
Técnico: Fernando Diniz

FLAMENGO: Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Bruno Viana, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Thiago Maia), Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro (Andreas Pereira); Michael e Gabigol (Pedro)
Técnico: Renato Gaúcho

Fonte: Yahoo!Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Scroll Up