Santos demite Fernando Diniz

Fernando Diniz não é mais técnico do Santos.

O treinador foi demitido após a derrota por 2 a 1 para o Cuiabá, na noite deste sábado, na Arena Pantanal.

Sem vencer há seis jogos, desde o dia 12 de agosto, o Peixe se aproxima da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Os auxiliares Eduardo Zuma e Yan Razera e o preparador físico Wagner Bertelli também deixam o clube.

Por enquanto, o auxiliar fixo Marcelo Fernandes é quem comandará as atividades no CT Rei Pelé.

Alvo de críticas pela oscilação do Santos, Fernando Diniz passou a ser ainda mais cobrado depois da derrota por 4 a 0 para o Flamengo, na Vila Belmiro, no fim de semana passado. Naquela ocasião, a diretoria sequer discutiu uma possível saída do treinador, mas o desempenho contra o Cuiabá desagradou muito, tanto internamente quanto externamente.

Depois do resultado negativo, quem defendia a permanência de Diniz perdeu força, diante da falta de evolução da equipe. De acordo com nota oficial do Santos, o técnico foi comunicado da saída ainda em Cuiabá, após reunião com o presidente Andrés Rueda e o executivo André Mazzucco.

Havia muita pressão de conselheiros, e alguns membros do Comitê de Gestão, que antes eram contrários à demissão, mudaram de ideia depois de sábado. A diretoria relutou em demitir o técnico por entender que Diniz precisava ter à disposição os reforços que havia pedido para ser avaliado justamente.

O Santos já é o 13º colocado no Campeonato Brasileiro, com 22 pontos, só quatro à frente do América-MG, o primeiro time da zona de rebaixamento.

Fernando Diniz teve 27 jogos pelo Santos, com 10 vitórias, sete empates e 10 derrotas.

Veja a nota oficial do Santos:

“O Santos FC comunica que Fernando Diniz deixa a função de técnico do time profissional neste domingo, 5 de setembro. O treinador foi comunicado ainda em Cuiabá, após reunião com o presidente Andres Rueda e o executivo de futebol, André Mazzuco.

Os auxiliares-técnicos Eduardo Zuma e Yan Razera e o preparador físico Wagner Bertelli também deixam o Clube. O Santos FC agradece ao técnico pelos serviços prestados, iniciados no dia 7 de maio, pela parceria neste momento do Clube e deseja sorte em seu futuro profissional.”

Fonte: G1 – Foto: Ivan Storti/Santos FC

Scroll Up