‘Saidinha’ já acumula cinco presos operados para retirada de celulares engolidos em presídio do interior de SP

Mais um detento do Centro de Progressão Penitenciária (CPP 2) de Bauru (SP) precisou passar por cirurgia nesta semana para retirada de dentro do intestino de minicelulares e droga que foram engolido durante a “saidinha” de Corpus Christi. O objetivo seria introduzir esses produtos ilícitos no presídio na volta do retorno do benefício da saída temporária.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), este foi o quinto caso no período de 15 dias após o retorno da saída temporária em que presos do CPP 2 de Bauru precisaram passar por este tipo de procedimento. De dois deles, foram retirados do corpo um minicelular e 53 porções de maconha.

‘Saidinha’ resulta em cinco presos operados para retirada de celulares engolidos em presídio de Bauru — Foto: SAP/Divulgação
‘Saidinha’ resulta em cinco presos operados para retirada de celulares engolidos em presídio de Bauru (Foto: SAP/Divulgação)

No quinto caso revelado pela SAP nesta sexta-feira (1º), o preso estava isolado na enfermaria da unidade para expelir naturalmente os materiais, mas precisou ser encaminhado ao hospital para a retirada através de intervenção cirúrgica.

A equipe médica retirou do intestino do homem dois aparelhos minicelulares e uma porção de cocaína que foram enviados ao Plantão Policial para registro de boletim de ocorrência. O preso passa bem e teve sua pena regredida do regime semiaberto para o regime fechado.

Retorno da ‘saidinha’ de Corpus Christi já resultou na apreensão de vários minicelulares e drogas no CPP de Bauru  — Foto: SAP/Divulgação
Retorno da ‘saidinha’ de Corpus Christi já resultou na apreensão de vários minicelulares e drogas no CPP de Bauru (Foto: SAP/Divulgação)

Desde o último dia 20, início do retorno da “saidinha”, o CPP 2 de Bauru registrou quase 30 casos de detentos flagrados pelo escâner corporal com imagens suspeitas no corpo tentando entrar na unidade com drogas e produtos de telefonia móvel.

No total, foram aprendidos neste período cerca 20 minicelulares e quase de 500 porções de drogas, entre maconha e cocaína.

Fonte: G1