Reino Unido anuncia outras 23 licenças de pesca pós-Brexit para franceses

O Reino Unido aprovou 23 licenças adicionais para os pescadores franceses nas águas britânicas, anunciou neste sábado (11) o porta-voz do governo, no dia seguinte ao vencimento do prazo dado por Paris para resolver este conflito após o Brexit. A França exige outras 81 licenças.

“Ontem, após receber documentos adicionais por parte da Comissão Europeia, o Reino Unido concedeu 18 licenças a navios que substituem as embarcações que pescavam antes nas águas britânicas”.

“Além disso, a ilha anglo-normanda de Jersey aprovou 5 novas licenças neste sábado”, disse este porta-voz à AFP.

Segundo ele, as decisões “concluem o período de intensas negociações” desses últimos dias entre Londres e a Comissão Europeia, que negocia em nome da França.

Depois do anúncio de hoje, a França terá 1.027 licenças de pesca, mas exige outras 81, o que poderia provocar uma disputa pela falta de gestos de “boa vontade” por parte de Londres.

Após o anúncio do Reino Unido, o governo francês afirmou neste sábado que “continuará trabalhando” junto à União Europeia para obter as licenças que faltam.

“França e União Europeia continuarão colaborando para garantir a plena aplicação do Acordo de Comércio e Cooperação”, disseram em um comunicado a ministra do Mar, Annick Girardin, e o secretário de Estado de Assuntos Europeus, Clément Beaune.

Além disso, tanto França quanto a UE analisam “todas as modalidades legais possíveis” para cada licença que ainda é exigida, incluindo “provas que os britânicos se comprometeram a analisar nas próximas semanas”, acrescentaram.

O anúncio britânico decepcionou os pescadores no norte da França, que se consideram “enganados pela Comissão Europeia” e preveem implementar medidas contra a importação de produtos britânicos, anunciaram neste sábado.

O porta-voz do governo britânico acrescentou que “estamos realizando um trabalho técnico detalhado sobre outras sete demandas para navios suplentes. Deve estar concluído na segunda-feira”.

A Comissão havia pedido a Londres para resolver essa disputa antes de sexta-feira 10 de dezembro. A França estabeleceu essa data como prazo limite, mas na quinta-feira o Reino Unido rejeitou este ultimato.

Se Londres “permanecer nessa postura, pediremos à Comissão, no fim de semana, que anuncie uma disputa”, afirmou na sexta-feira pela manhã o secretário de Estado francês de Assuntos Europeus, Clement Beaune.

Depois do difícil divórcio entre britânicos e europeus, as partes fecharam um acordo para definir suas relações, incluindo um capítulo sobre as permissões para navios de pesca (especialmente franceses) para operar nas águas do Reino Unido.

Em virtude do acordo alcançado no final de 2020 entre o bloco e seu antigo membro, os pescadores europeus podem continuar trabalhando nas águas britânicas se comprovarem que já faziam isso antes.

Mas Londres e Paris discordam sobre o tipo e alcance dos documentos de comprovação.

Fonte: Yahoo!