Moradora de Pederneiras morre à espera de vaga para internação na UTI

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma mulher de 31 anos morreu nesta quinta-feira (6) esperando vaga para internação na UTI da rede pública de saúde em algum hospital da região. Ela estava internada na Santa Casa de Pederneiras.

Tamires Seolim Cardoso (foto) conseguiu a liberação para fazer um exame no Hospital de Base na quarta-feira (6), em Bauru, mas a vaga na UTI não foi liberada.

A Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross) informou que o pedido de UTI foi feito na quarta-feira e que ela já apresentava quadro grave, instável e crises de convulsão e por isso estava sem condições de ser transferida imediatamente.

A falta de leitos é um problema grave em diversas cidades da região. Só em Bauru, segundo a prefeitura, 39 pacientes aguardam por um leito. Um deles está na emergência do Pronto-Socorro Central a espera de uma vaga na UTI.

Paulo Castro de Souza, de 62 anos, chegou a unidade na terça-feira (5). O filho está desesperado porque a saúde dele só piorou. “Ele teve um novo AVC e o quadro dele está piorando. O que o hospital passa pra gente é que o caso dele é grave, mas não tem vaga para UTI”, explica Paulo Castro de Souza Filho.

A família foi a Justiça e conseguiu uma liminar que determina a liberação imediata de um leito de UTI, mas até agora ele permanece na emergência. “Você só entende quando você está lá, vê seu ente querido jogado no canto esperando uma oportunidade para viver”, lamenta a irmã do paciente, Carmelita Castro de Souza.

A Cross informou que o paciente Paulo Castro de Souza apresenta quadro clínico instável, que poderia representar risco numa transferência imediata. Que esse caso deve receber atendimento no pronto socorro, até que haja uma estabilidade clínica e ele possa ser transferido.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes