Mãe é presa suspeita de deixar bebê sozinho por 12h em casa no interior de SP

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma mulher de 31 anos foi presa suspeita de deixar o filho de dois meses sozinho dentro de casa, por cerca de 12h, na manhã desta terça-feira (19), em Santa Cruz do Rio Pardo (SP).

Segundo a polícia, a mãe tinha saído de casa às 21h de segunda-feira (18) para comprar drogas e, até a manhã desta terça-feira (19), ainda não tinha retornado à residência.

Mãe é presa suspeita de deixar bebê sozinho por 12h em casa em Santa Cruz do Rio Pardo
Mãe é presa suspeita de deixar bebê sozinho por 12h em casa em Santa Cruz do Rio Pardo (Fotos: Reprodução/TV TEM)

A polícia descobriu o ocorrido depois que a sogra foi até a casa da mulher e ouviu o choro da criança. A porta da casa estava fechada e a sogra decidiu acionar a polícia.

“A polícia conseguiu ter acesso ao interior da casa por uma janela do banheiro e se deparou com a criança na cozinha no carrinho de bebê, chorando compulsivamente”, relata o delegado Renato Mardegan.

Segundo a polícia, mulher tinha saído na noite de segunda-feira (18) para comprar drogas — Foto: Reprodução/TV TEM
Segundo a polícia, mulher tinha saído na noite de segunda-feira (18) para comprar drogas (Foto: Reprodução/TV TEM)

Com isso, os policiais acionaram o Conselho Tutelar. Eles trocaram as roupas e a fralda da criança, que estava suja. Em seguida, segundo a polícia, o bebê foi encaminhado para a UPA, para verificar as condições de saúde dele.

“Segundo informações extraoficiais junto à UPA, a criança está bem cuidada, mas estava chorando de fome, então o conselho agora vai tentar providenciar o encaminhamento dela para alguma das instituições da cidade”, explica o delegado.

A mãe da criança foi localizada na manhã desta terça-feira (19) no Bairro Bom Jardim, perambulando pelas ruas. Ela foi presa em flagrante e liberada após audiência de custódia e o pagamento da fiança de R$ 600. Ela será investigada pelos crimes de abandono de incapaz ou maus-tratos.

Segundo o delegado, o pai do bebê trabalha em uma cidade vizinha e fica a semana toda fora. Assim, é a mãe quem ficava responsável por cuidar da criança. O bebê foi encaminhado para um abrigo enquanto o caso é investigado.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes