Duas semanas após morte de universitária em Bariri, mãe faz desabafo: ‘Não esqueço de você um só minuto’

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Duas semanas após a morte da universitária Mariana Bazza, de 19 anos, a mãe Marlene Forti Bazza postou um texto em sua rede social desabafando sobre a dor de não ter mais a filha por perto. Mariana foi encontrada morta no dia 25 de setembro em um canavial em Cambaratiba, distrito de Ibitinga, após receber ajuda de um desconhecido para trocar pneu do carro.

“Cada dia que passa minha saudade aumenta, minha dor não acalenta. Não esqueço de você um só minuto. Queria que você estivesse aqui comigo contando como foi na academia, faculdade”, escreveu a mãe.

No sábado (5), a missa de 7º dia em memória à universitária reuniu centenas de moradores na noite deste sábado (5) na paróquia da cidade.

Em clima de comoção, cerca de 700 pessoas foram à igreja localizada na Praça da Matriz, no centro da cidade de pouco mais de 35 mil habitantes, para a missa celebrada pelo padre Érico Thiago Nogueira.

Caso Mariana: missa de 7º dia atraiu multidão de moradores em Bariri — Foto: Arquivo pessoal
Missa de 7º dia atraiu multidão de moradores em Bariri (Foto: Arquivo pessoal)

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes