Dioceses de Marília e Itapetininga suspendem missas por causa do coronavírus

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O bispo diocesano de Marília (SP), dom Luiz Antônio Cipolini, anunciou a suspensão, a partir desta quarta-feira (18), de todas as celebrações das missas públicas. A medida, que atinge 65 paróquias e 37 cidades da região de atuação da diocese, visa evitar os riscos de propagação do coronavírus.

A medida determina, porém, que todas as igrejas devem permanecer abertas, ventiladas e higienizadas para orações individuais dos fiéis. Segundo a diocese, estão adiadas por tempo indeterminado celebrações como batismo, primeira eucaristia, crisma e matrimônios.

A decisão é um avanço em relação às preocupações com os riscos de propagação do coronavírus. No início do mês, quando Marília ainda não registrava casos suspeitos – nesta quarta-feira já eram 20 casos –, a diocese orientou fiéis a evitar a saudação de paz nas igrejas como prevenção ao coronavírus.

No caso dos casamentos, segundo a diocese, caso existam cerimônias de matrimônio que não possam ser suspensas, a orientação é para que haja um diálogo entre os noivos e o sacerdote com relação às orientações para evitar aglomerações e os riscos de contágio.

Os festejos da Semana Santa também foram afetados pela decisão. Segundo a diocese, as principais celebrações da Semana Santa, como Domingo de Ramos, Tríduo Pascal e Domingo de Páscoa, serão realizadas na região de forma privada pelo clero.

Com isso, explica o bispo, os fiéis estarão dispensados de suas obrigações, mas devem tentar acompanhar, em família, todas as celebrações por meios de comunicação e das redes sociais.

Os seminaristas da Faculdade João Paulo II (Fajopa) foram dispensados e ficarão com suas famílias até que a situação seja normalizada, explica a diocese.

Decreto determina suspensão de missas na região de Itapetininga

Um novo decreto foi assinado pelo bispo Dom Gorgônio, nesta quarta-feira (18), com novas medidas preventivas contra o coronavírus.

O decreto suspende todas as celebrações públicas até o final do mês de abril e também informa que igrejas permanecem abertas para orações individuais e atendimentos pessoais; padres devem orientar fiéis, especialmente idosos, para que permaneçam em casa.

Atividades públicas da igreja, como festas, quermesses e reuniões estão canceladas e, por conta das suspensão das aulas de filosofia e teologia, os seminaristas devem permanecem em casa com os familiares até 30 de abril.

A Diocese de Itapetininga responde por Tatuí, Capela do Alto, Cesário Lange, Quadra, Porangaba, Guareí, Torre de Pedra, Paranapanema, Campos de Holambra, Campina do Monte Alegre, Angatuba, Itapetininga, Alambari, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul (SP).

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes