15 de julho, 2024

Últimas:

Região: Mulheres são barradas com drogas nas partes intimas durante visita para presidiários

Anúncios

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último final de semana (dias 21 e 22), agentes de segurança flagraram visitantes tentando entrar com drogas e estimulantes sexuais em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN). Ambos os casos de tentativa de ingressar com entorpecentes aconteceram na Penitenciária de Bernardino de Campos. Na Penitenciária “Luiz Gonzaga Vieira” de Pirajuí, uma visitante tentou esconder estimulantes sexuais no meio da comida que levava ao companheiro.

Em todos os flagrantes, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

Anúncios

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

Penitenciária “Luiz Gonzaga Vieira” de Pirajuí  

Anúncios

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na P2 de Pirajuí com estimulantes sexuais “camuflados” em meio a pedaços de carne em cubo que levaria para o companheiro. A descoberta se deu por volta das 10h de sábado, dia 21, durante procedimento de revista manual, que os agentes realizam nos volumes trazidos pelas visitantes.  

Ao encontrar uma substância suspeita de cor azul e branca em meio a comida, o agente questionou a mulher, que confessou ter escondido quatro comprimidos estimulantes sexuais no interior de cubos de carne bovina.

Ela foi encaminhada à delegacia da cidade, juntamente com a substância apreendida, para as devidas providências.

Penitenciária de Bernardino de Campos  

Duas mulheres foram flagradas tentando entrar na Penitenciária de Bernardino de Campos com maconha. Em ambos os casos os “esconderijos” eram as próprias vaginas das visitantes. As ocorrências aconteceram no domingo (22) com 30 minutos de diferença, sendo o primeiro flagrante às 8h30. Durante procedimento de revista pelo escâner corporal, foi verificado por agentes que operam o equipamento, imagens que mostravam anormalidades na região pélvica das mulheres.  

Após terem sido descobertas, como praxe, as visitantes foram levadas até um local reservado, na companhia de agentes de segurança penitenciária femininas, onde foram confrontadas com as imagens e, em ambas as situações, confessaram portarem “maconha” e, espontaneamente,  retiraram de seus corpos as drogas que entregariam aos companheiros presos.

Na primeira ocorrência a droga pesou  33 gramas e na segunda 66 gramas. Elas foram encaminhadas à delegacia da cidade para os registros dos boletins de ocorrência e providências policiais.

Fonte: Assessoria

Talvez te interesse

Últimas

O Encontro de Negócios das Américas (ECON) é um evento que oferece uma experiência americana de forma didática, promovendo conhecimento,...

Categorias