Putin pede aos Brics mais cooperação contra ‘ações egoístas’ ocidentais

O presidente russo Vladimir Putin pediu nesta quinta-feira (23) aos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) uma cooperação maior para enfrentar as “ações egoístas” dos países ocidentais, em referência às sanções que afetam Moscou por sua ofensiva na Ucrânia.

“Apenas com base em uma cooperação honesta e vantajosa para todos poderemos encontrar uma saída para esta situação de crise que afeta a economia mundial devido às ações egoístas e imprudentes de alguns países”, disse Putin no início da reunião de cúpula virtual do grupo BRICS, em referência às sanções contra a Rússia que também têm um efeito negativo para a economia mundial.

Reunião dos Brics — Foto: Reprodução
Reunião dos Brics (Foto: Reprodução)

O presidente acusou ainda o Ocidente de “usar mecanismos financeiros para responsabilizar todos por seus próprios erros na política macroeconômica”.

“Para que os países dos Brics assumam um papel de liderança, hoje é mais necessário do que nunca elaborar uma política unificadora e positiva, a fim de criar um sistema [mundial] verdadeiramente multipolar”, disse o presidente russo.

Bolsonaro e Putin no encontro do Brics — Foto: reprodução
Bolsonaro e Putin no encontro do Brics (Foto: Reprodução)

Segundo Putin, os Brics poderiam contar com o apoio de “vários países da Ásia, África e América Latina que buscam promover uma política independente”.

O líder russo vem tentando angariar apoio dos países do Brics para contornar as sanções impostas pelo Ocidente, especialmente os Estados Unidos e os países europeus, por conta da invasão à Ucrânia, onde tropas russas realizam ataques desde 24 de fevereiro.

Na quarta-feira (22), Putin afirmou que a Rússia está no processo de redirecionar seu comércio e suas exportações de petróleo para países do grupo dos Brics de economias emergentes, na esteira de sanções ocidentais devido à guerra na Ucrânia.

Fonte: Yahoo!