Putin e Biden podem se reunir em junho, diz assessor do Kremlin

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, e Joe Biden, dos EUA, podem se reunir em junho, informou a agência de notícias RIA no domingo (25), citando um assessor do Kremlin, em meio a tensões latentes entre Moscou e o Ocidente.

O assessor de política externa, Yuri Ushakov, disse que ainda não foi tomada uma decisão definitiva sobre a reunião.

“Tomaremos uma decisão dependendo de muitos fatores”, disse Ushakov, que foi o embaixador russo nos Estados Unidos de 1998 a 2008.

Separadamente, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, citado pela RIA, disse no domingo (25) que a proposta de Biden para o encontro foi recebida “positivamente” e agora está sendo considerada.

O jornal russo Kommersant, citando fontes não identificadas, disse que Biden ofereceu a Putin um encontro entre 15 e 16 de junho em um país europeu.

O Kremlin não respondeu imediatamente a um pedido de comentários da Reuters.

Putin e o então presidente dos EUA, Donald Trump, realizaram um encontro em Helsinque em julho de 2018.

Donald Trump e Vladimir Putin se encontraram na Finlândia em 16 de julho de 2018   — Foto: Kevin Lamarque/Reuters/Arquivo
Donald Trump e Vladimir Putin se encontraram na Finlândia em 16 de julho de 2018 (Foto: Reprodução)

No início deste mês, Biden pediu a Putin que reduzisse as tensões provocadas por um aumento militar russo na fronteira com a Ucrânia e propôs uma cúpula para lidar com uma série de disputas.

O Kremlin disse na época que uma cúpula dependeria do comportamento dos EUA, supostamente dizendo a Washington para descartar um plano para impor novas sanções à Rússia.

Os laços Rússia-EUA tiveram um novo revés no pós-Guerra Fria no mês passado, depois que Biden concordou quando questionado em uma entrevista se ele pensava que Putin era um “assassino” e Moscou chamou de volta seu embaixador em Washington para consultas.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes