15 de junho, 2024

Últimas:

Professor aposentado da UFSCar é assassinado a facadas; filho é suspeito e foi preso

Anúncios

O professor universitário aposentado Milton Duffles Capelato, de 78 anos, foi morto com setenta facadas, na noite de segunda-feira (13), no Jardim Acapulco, em São Carlos (SP).

O suspeito de ter cometido o crime é o filho dele, Danilo Capelato, de 45 anos, que foi preso. O g1 não conseguiu contato com a defesa dele até a última atualização da reportagem.

Anúncios

De acordo com informações da Polícia Militar, vizinhos acionaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) dizendo que havia uma pessoa ferida.

Os policiais foram até o local e encontraram o suspeito sem camisa, muito alterado, dizendo que alguém entrou na residência e matou seu pai.

Anúncios

Ao entrar na casa, os policiais encontraram a vítima caída na porta com pelo menos 70 perfurações de faca. O filho não conseguiu explicar o que tinha acontecido.

Milton Duffles Capelato foi morto a facadas em São Carlos (Foto: Reprodução Facebook)

A polícia investiga se ele teria cometido o crime durante um surto psicótico. A mãe do suspeito informou que o filho sofre de esquizofrenia.

A vítima não morava na casa e teria ido ao local a pedido da ex-mulher para ficar com o filho. Uma faca e uma chave de fenda, que podem ter sido usados no crime, foram apreendidos pela PM.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos e está sendo velado na Paróquia Santo Antônio de Pádua.

Milton Duffles Capelato era formado pela Universidade de São Paulo (USP) e foi professor adjunto do Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) até 2015, quando se aposentou.

Outro esfaqueamento em 2013

Em fevereiro de 2013, Danilo Capelato foi preso suspeito de esfaquear um entregador de jornais perto de um semáforo na Avenida Henrique Gregori, no bairro Boa Vista.

A vítima teve o pulmão perfurado e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) até a Santa Casa. O motivo do ataque não foi informado na época.

Danilo entrou em uma casa para tentar fugir, mas foi detido em seguida. Na época, a polícia informou que ele tinha problemas mentais.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Na manhã desta sexta-feira, 14, a Polícia Civil realizou uma operação policial no Condomínio Cachoeirinha 2, em uma ação...

Categorias